PUBLICIDADE
Topo

Peritos não encontram nenhum corpo intacto em local de desastre

Do UOL, em São Paulo

27/03/2015 13h16

Entre 400 e 600 pedaços de restos humanos foram retirados do local do queda do avião da Germanwings nos Alpes franceses, afirmou nesta sexta-feira (27) o coronel Patrick Touron, vice-diretor do Instituto de Pesquisa Criminalística da polícia francesa. Morreram no acidente 150 pessoas.

"Este desastre foi tão devastador que não encontramos nenhum corpo intacto. Achamos partes de corpos e material biológico que estão agora passando por exames", afirmou.

"Mandamos uma equipe médico-legal de emergência para começar a identificação e temos uma equipe trabalhando no local para recuperar os corpos, pedaços de corpos ou material biológico, dependendo das circunstâncias, para prosseguir com a identificação das vítimas", disse Touron. 

A Germanwings anunciou que está montando um centro de assistência às famílias das vítimas na cidade de Marselha, no sul da França.

No local, a partir de sábado (28), os parentes e amigos dos 150 mortos no acidente ocorrido na última terça-feira, nos Alpes franceses, poderão participar de sessões de informação para acompanhar as investigações e buscas em andamento.

Três voos especiais foram disponibilizados nesta manhã para transportar às famílias procedentes de Düsseldorf e Barcelona para Marselha. (Com agências internacionais e a Agência Brasil)

 

Internacional