PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Atentado do EI contra mesquita no Kuait deixa 25 mortos e 200 feridos

Yasser al-Zayyat/AFP
Imagem: Yasser al-Zayyat/AFP

No Cairo

26/06/2015 09h22

Ao menos 25 pessoas foram mortas nesta sexta-feira (26) em um atentado realizado contra uma mesquita no Kuait, informou o Ministério do Interior. O Estado Islâmico assumiu a autoria do ataque, que deixou também mais de 200 feridos.

O Ministério do Interior condenou o ato e o descreveu como um "crime" e um "atentado" com o qual se pretende "rasgar a união nacional". O Conselho de Ministros convocou uma reunião urgente para acompanhar a situação e tomar as medidas necessárias

Imagens que circulam pela internet mostram corpos em linha no chão ao lado de destroços.

Uma testemunha conta que ouviu um grande estrondo da explosão e que a mesquita estava lotada, com cerca de 2 mil pessoas. É possível que mais vítimas sejam confirmadas até o fim do dia.

"Deu pra ver pelo corpo do suicida e que ele era jovem. Ele entrou na mesquita durante as orações, olhou em volta. Eu o vi com meus próprios olhos", disse Khalil al-Salih à agência Reuters.

Um paramédico afirmou à AFP que a maioria das vítimas eram homens e meninos que estavam orando na mesquita.

A área onde aconteceu a explosão é bastante movimentada e chocou o país, que não costuma ser alvo de ataques assim. 

De acordo com um comunicado divulgado na internet e cuja autenticidade ainda não pôde ser comprovada, o grupo terrorista garante que o ato foi cometido por um suicida que usava um cinto carregado de explosivos.

No comunicado, o EI acusa os xiitas de promover o politeísmo e de tentar propagar sua ideologia entre os sunitas, credo muçulmano com o qual se identificam os jihadistas. A nota apresenta o realizador da ação como "Abu Suleiman al Muahid", mas não fornece mais informações. (Com agências internacionais e a BBC)

Internacional