Obama fala em transição tranquila e elogia primeiro discurso de Trump

Do UOL, no Rio

Em seu primeiro pronunciamento após as eleições americanas, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou nesta quarta-feira (9) que vai fazer o que estiver ao seu alcance para garantir uma transição tranquila para o governo do presidente eleito, Donald Trump.

Lembrando que "não é segredo" que os dois têm "diferenças muito significativas", o atual presidente disse que parabenizou o republicano por telefone, às 3h30 desta quarta-feira (9), e o convidou para ir até a Casa Branca nesta quinta (10).

Obama também elogiou o primeiro discurso de Trump, no qual o vencedor do pleito fez um apelo pela união do país. "Nós não somos democratas ou republicanos em primeiro lugar. Nós somos americanos antes de tudo, somos patriotas antes de tudo. Nós queremos o que é melhor para o país. Foi o que ouvi nas declarações dele e quando falei com ele pelo telefone. Espero que ele mantenha esse espírito durante a transição e no seu governo", declarou o presidente.

No início do discurso, proferido ao lado do vice-presidente Joe Biden no jardim da Casa Branca, Obama citou o vídeo que gravou antes de os votos serem contabilizados, no qual disse que, "independente do resultado, o sol ia aparecer pela manhã". "Pelo menos essa parte do prognóstico se confirmou", afirmou em tom de brincadeira.

Ao falar sobre o relacionamento com Trump, a quem já chamou de "desqualificado para a presidência", o democrata lembrou da transição de poder, de oito anos atrás, do seu antecessor, o republicano George W. Bush. "Também tínhamos diferenças muito significativas", disse. Obama afirmou ainda que a equipe de Trump "não poderia ter sido mais graciosa ao garantir que teremos uma transição tranquila" e que torce pelo sucesso do processo.

Sobre a aliada Hillary Clinton, que foi secretária de Estado do seu governo, Obama disse que "não poderia estar mais orgulhoso dela". "Todos ficam tristes quando o seu lado perde uma eleição, mas eu estou confiante que ela e o ex-presidente Clinton vão continuar a fazer um ótimo trabalho", declarou.

AFP PHOTO / Nicholas Kamm Informações
Obama fala sobre derrota e diz que, antes de democratas ou republicanos, são todos patriotas

Ele também aproveitou o pronunciamento para defender o seu legado de quase oito anos no poder. "Eu também falei a minha equipe para manter suas cabeças erguidas. Todos deveriam estar extremamente orgulhosos do trabalho que fizemos."

Ao analisar o fim da disputa entre Trump e Hillary, Obama apostou em uma mensagem de otimismo. "É assim que a política funciona às vezes. Nós tentamos persuadir o outro. Nós aprendemos com os nossos erros, refletimos, e voltamos à arena. E tentamos ainda mais forte da próxima vez", disse. "Depois dessa jornada incrível, como americanos, nós vamos seguir em frente."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos