Ataque em universidade de Ohio deixa 10 feridos; suspeito é morto

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/ Twitter/ ?@TheLantern

    28.nov.2016 - Carros da polícia, dos bombeiros e ambulância estacionam próximos a local de tiroteio na Ohio State University

    28.nov.2016 - Carros da polícia, dos bombeiros e ambulância estacionam próximos a local de tiroteio na Ohio State University

Dez pessoas ficaram feridas após um ataque no campus da Ohio State University, em Columbus (Ohio), na manhã desta segunda-feira (28). O homem, que anteriormente foi identificado como um atirador, utilizou uma faca e o próprio carro para agredir os feridos antes de ser morto pela polícia.

Segundo a emissora CNN, um dos feridos está em estado grave e os outros nove estão em condição estável. Não há informações sobre a motivação do agressor.

De acordo com autoridades, o autor do ataque foi identificado como Abdul Razak Ali Artan, um estudante da universidade de 18 anos e de origem somali. Ele vivia na área da instituição e estava nos EUA legalmente. O carro usado durante o ataque estava registrado no nome de um parente dele.

Artan deixou a Somália em 2007 com a família. Eles viveram no Paquistão antes da mudança para os EUA em 2014, com a permissão de residência legal e permanente no país. A Somália é berço do grupo jihadista Al Shabab, um dos mais ativos da África. Mas, até o momento, não há qualquer sinal do envolvimento de Artan com qualquer organização terrorista.

Às 14h30 (de Brasília), uma hora e meia depois do primeiro alerta feito pela Ohio State University, a instituição afirmou que a área já estava segura.

No primeiro aviso, a universidade havia alertado a presença de um atirador no campus e pediu que os estudantes "corressem, se escondessem e lutassem" - um aviso de emergência padrão que indica que a pessoa primeiramente corra a um lugar seguro para se esconder e, em caso de risco de morte, lute com o agressor.

A informação de que não houve tiroteio só foi esclarecida cerca de duas horas e meia após o ataque. Em comunicado, a universidade informou que o suspeito foi "baleado e morto". "As vítimas foram feridas com uma faca e um veículo", esclareceu a instituição.

Em entrevista coletiva, representantes da universidade afirmaram que o ataque começou quando o agressor atropelou algumas pessoas com um carro. Em seguida, ele desceu do veículo e passou a tentar esfaquear os estudantes. Ele foi baleado pela polícia da universidade logo depois.

Em entrevista à CNN, o estudante Jacob Bower afirmou ter presenciado o homem puxar uma faca grande, doméstica, na área externa do campus.

"Ele começou a perseguir as pessoas e tentar atacá-las. A sorte é que havia tanta gente que ele não conseguiu se concentrar em apenas um alvo. Não vi nonguém ser esfaqueada, mas vi ele ser morto por um policial. O policial esperou a área se esvaziar, e o agressor não tinha parado [o ataque]. Foram precisos três tiros para derrubá-lo." Segundo ele, o homem realizou os ataques em um silêncio absoluto, mesmo quando foi baleado. "Foi muito assustador."

Com aproximadamente 60 mil alunos em seu campus principal de Columbus, a Ohio State é uma das maiores universidades dos Estados Unidos.

O governador de Ohio, John Kasich, publicou uma mensagem em seu Twitter afirmando que está orando pela comunidade da Ohio State e pedindo aos estudantes que se mantenham em locais seguros.

No Twitter, o estudante Harrison Roth publicou uma foto dos estudantes abrigados em uma sala na faculdade. "Estou seguro em uma sala com barricada. Se estiver no campus, entre em uma sala e permaneça seguro", escreveu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos