Estado americano multará pedestres que atravessam rua olhando para o celular

Colaboração para o UOL

  • Alex Hinds / Fotolia

    Exceção da lei fica para quando o pedestre tiver que fazer chamadas de emergência

    Exceção da lei fica para quando o pedestre tiver que fazer chamadas de emergência

A Câmara Municipal de Honolulu (Havaí, EUA) aprovou uma lei na última quarta-feira (12) que proíbe pedestres de olhar os seus celulares enquanto atravessam a rua.

A exceção da lei fica para quando o pedestre tiver que chamar a emergência. Equipes de emergência que exerçam funções oficiais também não vão ser punidas.

Caso contrário, as multas irão variar de 15 a 99 dólares (R$ 48 a 315), dependendo de quantas vezes a lei for desrespeitada.

Brandon Elefante foi o vereador de Honolulu que apresentou este projeto de lei. Ele contou o canal de TV CNN que teve a ideia a partir do comportamento de estudantes do ensino médio.

"Estes grupos de alunos estavam preocupados porque seus amigos ficam distraídos enquanto atravessam a rua e olham os celulares ao invés de prestar atenção em ambos os lados", explicou o vereador. "O avanço da tecnologia pode, às vezes, ser uma distração".

A lei foi aprovada por sete votos a dois. Um dos políticos contrários à lei é o vereador Ernie Martin. O motivo? Estar acima da legislação.

"Dadas as questões que Honolulu enfrenta, tais como falta de moradia e nosso projeto ferroviário ter um déficit de três bilhões de dólares, há assuntos mais urgentes que eu prefiro me concentrar", justificou o vereador. "Eu sempre fui muito cuidadoso para não introduzir uma legislação para problemas que podem ser resolvidos através de outros meios".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos