PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Falha na segurança faz jovem ir de Londres a Berlim com passaporte da namorada

Michael Randall e a namorada, Charlotte Bull - Acervo pessoal
Michael Randall e a namorada, Charlotte Bull Imagem: Acervo pessoal

Colaboração para o UOL

27/08/2017 14h36

Um homem de 23 anos e cabelos escuros conseguiu viajar da Inglaterra para Alemanha usando por engano o passaporte da namorada loira e 11 anos mais velha. O caso foi divulgado neste domingo pelo jornal inglês Sunday People e repercutiu nos dois países.

Michael Randall contou que ele e a companheira Charlotte Bull tinham acabado de voltar de viagem para a França quando ele decidiu ir para Berlim assistir a uma corrida de moto. Ao arrumar a mala, confundiu-se e pegou o documento da mulher.

Surpreendentemente, porém, o erro não foi percebido no aeroporto de Gatwick, em Londres, pelos funcionários da companhia aérea britânica Easyjet. Apenas ao se apresentar às autoridades no desembarque do Aeroporto de Berlim que o jovem descobriu que havia se enganado.

"É escandaloso ter chegado tão longe. A EasyJet deve verificar o nome no cartão de embarque, mas obviamente não fizeram isso. E é muito preocupante porque nem me pareço com Charlotte", criticou Randall, que trabalha como técnico da equipe McLaren de Fórmula 1.

Por causa da falha, Randall disse que ficou retido no aeroporto da capital alemã por oficiais de imigração “bastante agressivos”. “Vi que havia algo errado quando cheguei ao Aeroporto de Berlim e pensei que a honestidade era a melhor política, então avisei os seguranças. Eles me separaram e fizeram eu esperar todos os passageiros desembarcarem. Achei que iriam confiscar o passaporte de Charlotte”.

Depois de uma hora e meia no aeroporto, o jovem de 23 anos enfim recebeu a permissão de entrar na cidade e lá ficar por um dia. Por sorte, um colega dele que foi assistir ao mesmo evento em Berlim pegou o passaporte certo e lhe entregou, facilitando seu retorno para a Inglaterra.

O caso também foi criticado por Charlotte. "Foi uma violação terrível da segurança, ainda mais considerando os tempos assustadores da atualidade. Nós misturamos os passaportes enquanto fizemos as malas, o que foi nossa culpa. Mas houve uma grande falha na companhia aérea".

Um porta-voz da companhia EasyJet disse, segundo o jornal inglês Mirror, que os detalhes do passaporte certo foram inseridos online, mas a "identificação visual" no embarque deveria ter detectado a confusão. Ele acrescentou que o caso está sob investigação.

Internacional