Homens são expulsos de voo após piada com alerta antibomba

Colaboração para o UOL

  • Vinícius Casagrande/UOL

Nove homens foram expulsos de um voo da companhia Ryanair no início da manhã deste sábado (2) depois que um deles, em tom de piada, gritou "Allahu Akbar" (Deus é grande), expressão que alguns extremistas islâmicos costumam usar ao perpetrar atentados.

O voo, que devia deixar o aeroporto de Zaventem, em Bruxelas (Bélgica), às 7h, com destino a Madri (Espanha), acabou atrasando em mais de duas horas.

A polícia confirmou o incidente ao admitir que os nove homens tinham nacionalidade belga. O embarque estava no início quando um deles começou a gritar "Allahu Akbar" ao mesmo tempo em que indicava a existência de uma bomba a bordo.

De acordo com Peter De Waele, da polícia federal, o comandante do voo se recusou a viajar com essas nove pessoas. 

Em razão do alerta, todas a bagagens no avião precisaram ser retiradas quando o esquadrão da bomba foi chamado com cachorros farejadores. Como nada foi encontrado, os homens foram retirados do avião, que finalmente foi autorizado a decolar, às 9h25.

A "piada", disse a polícia, não foi motivo de riso nem na companhia aérea nem entre os passageiros, muitos dos quais estavam extremamente preocupados com a ameaça

Pelo menos um dos envolvidos enfrentará a Justiça, uma vez que é crime provocar susto com falso alerta de bomba. Uma investigação completa está em andamento e um relatório preliminar já foi enviado ao Ministério Público local.

Em março do ano passado, o aeroporto de Bruxelas-Zaventem e o metrô da cidade foram objeto de ataques terroristas que, juntos, mataram 32 pessoas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos