Topo

Sem Merkel, quebrando o protocolo e climão: entenda a foto do G20 de 2018

Líderes dos países participantes do G20 em Buenos Aires posam para foto do evento (veja a lista ao final do texto) - Alexander Nemenov/AFP/Arte UOL
Líderes dos países participantes do G20 em Buenos Aires posam para foto do evento (veja a lista ao final do texto)
Imagem: Alexander Nemenov/AFP/Arte UOL

Talita Marchao

Do UOL, em Buenos Aires

30/11/2018 14h24

Indiretas de Emmanuel Macron para o Brasil. Saia justa com a presença do príncipe saudita. Donald Trump irritado. O "climão" dos bastidores não se revelou na "foto de família" do G20 nesta sexta-feira (30), em Buenos Aires.

Nota-se, porém, uma ausência: a da chanceler alemã, Angela Merkel, que perdeu a abertura da cúpula depois de ter problemas no avião

A foto que ficará registrada como a marca do G20 2018 tem 35 homens e 2 mulheres. São 27 líderes de Estado e dez representantes de organismos multilaterais, incluindo dois brasileiros: o presidente Michel Temer (MDB) e Roberto Azevêdo, diretor-geral da OMC (Organização Mundial de Comércio).

Entre as mulheres, aparecem apenas a premiê britânica, Theresa May, e a francesa Christine Lagarde, diretora-gerente do FMI (Fundo Monetário Internacional).

Estar nas pontas da foto oficial não significa que o chefe de Estado tenha sido "escanteado". Até a cúpula passada, realizada na Alemanha, os presidentes que haviam sido eleitos há menos tempo deveriam ficar nos cantos, na primeira fila, enquanto os líderes eleitos há mais tempo estariam posicionados mais próximos do anfitrião --ao lado dele ficam quem recebeu a última cúpula do G20 e quem receberá a próxima, o que, sem Merkel, também não foi mantido nesta edição.

É por isso que Macri tem ao seu lado o premiê japonês, Shinzo Abe, que receberá os colegas no próximo ano, quando o país ocupará a presidência rotativa do bloco. Nas pontas, estão o presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, cujo mandato termina neste sábado (1º), para assumir Andrés Manuel López Obrador, e o primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte. Em seguida, ao seu lado, aparece Michel Temer (MDB), cujo governo termina no fim deste ano, e o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

Nas imagens transmitidas pelo evento, Temer é um dos primeiros a cumprimentar o príncipe saudita, Mohammad bin Salman, que está no canto direito da foto, atrás do presidente brasileiro. Salman é um dos protagonistas de uma das maiores saias-justas do evento, já que é acusado de envolvimento na morte do jornalista saudita Jamal Khashoggi dentro do consulado da TurquiaKhashoggi teria sido morto, esquartejado e enterrado no quintal da missão diplomática saudita por ordens de príncipe, segundo afirma a CIA. Após a foto, já na sala de reuniões, Salman foi cumprimentado pelo presidente russo, Vladimir Putin, em meio a muitos sorrisos.

Única mulher chefe de governo, a britânica Theresa May estaria na segunda fila com os primeiros-ministros e chefes de governo convidados, assim como o premiê italiano. O presidente do EUA, Donald Trump, está entre o premiê japonês e o presidente francês, Emmanuel Macron.

A terceira fila é reservada para os convidados, integrantes de organismos internacionais como a francesa Christine Lagarde, diretora-gerente do FMI (Fundo Monetário Internacional), o português António Guterres, secretário-geral da ONU, o sul-coreano Jim Yong Kim, presidente do Banco Mundial, e o brasileiro Roberto Azevedo, da OMC.

Veja a lista dos líderes na foto no alto desta página:

1. Enrique Peña Nieto, presidente do México

2. Recep Tayyip Erdogan, presidente da Turquia

3. Cyril Ramaphosa, presidente da África do Sul

4. Theresa May, primeira-ministra britânica

5. Emmanuel Macron, presidente da França

6. Donald Trump, presidente dos Estados Unidos

7. Shinzo Abe, primeiro-ministro do Japão

8. Mauricio Macri, presidente da Argentina

9. Xi Jinping, presidente da China

10. Lee Hsien Loong, primeiro-ministro de Singapura

11. Vladimir Putin, presidente da Rússia

12. Scott Morrison, primeiro-ministro da Austrália

13. Michel Temer, presidente do Brasil

14. Giuseppe Conte, presidente do Conselho de Ministros da Itália

15. Macky Sall, presidente do Senegal

16. Jusuf Kalla, vice-presidente da Indonésia

17. Andrew Michael, primeiro-ministro da Jamaica

18. Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu

19. Mark Rutte, primeiro-ministro dos Países Baixos

20. Pedro Sánchez, presidente do Governo da Espanha

21. Justin Trudeau, primeiro-ministro do Canadá

22. Narendra Modia, primeiro-ministro da Índia

23. Moon Jae-In, presidente da República da Coreia

24. Sebastián Piñera, presidente do Chile

25. Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia

26. Paul Kagame, presidente de Ruanda

27. Luis Alberto Moreno, presidente do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento)

28. Mohammed bin Salman, príncipe saudita

29. Víctor Rico, secretário-geral do CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina)

30. Mark Carney, presidente do Conselho de Estabilidade Financeira

31 Jim Yong Kim, presidente do Banco Mundial

32. Guy Ryder, diretor-geral da OIT (Organização Internacional do Trabalho

33. António Guterres, secretário-geral da ONU (Organização das Nações Unidas)

34. Christine Lagarde, diretora-geral do FMI (Fundo Monetário Internacional)

35. Roberto Azevêdo, diretor-geral da OMC (Organização Mundial do Comércio)

36. Ángel Gurría, secretário-geral da OCDE (Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico)

37. Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS (Organização Mundal da Saúde)

Mais Internacional