Topo

Polícia dos EUA prende homem que disse que mataria mulheres por ser virgem

Utah County Sheriff
Christopher Wayne Cleary foi preso por ameaça terrorista depois de ameaçar matar várias mulheres Imagem: Utah County Sheriff's Office

Do UOL, em São Paulo

2019-01-22T15:07:39

22/01/2019 15h07

Um homem de 27 anos foi preso em Utah, nos Estados Unidos, por ameaçar em um post no Facebook matar "quantas mulheres visse". Segundo a polícia local, ele admitiu que planejava atirar em mulheres porque nunca teve uma namorada e ainda era virgem. A ameaça nas redes sociais alarmou até o FBI por causa de uma marcha feminina planejada no estado.

Christopher Wayne Cleary foi preso no último sábado (19) depois que diversas mulheres denunciaram ao departamento de polícia de Denver os seus posts no Facebook.

Ele escreveu: "Tenho 27 anos e nunca tive uma namorada e ainda sou virgem, por isso estou planejando atirar em um local público em breve e me tornar o próximo atirador em massa", então prometeu matar quantas garotas vissem em vingança àquelas que o rejeitaram.

O homem, que é do Colorado, foi localizado em Provo, Utah, onde aconteceria uma Marcha das Mulheres, organizada por todo o estado naquele mesmo sábado.

A polícia utilizou a publicação na rede social para rastreá-lo, mas não o encontrou no endereço alugado por ele um dia antes. Então rastrearam seu celular até um McDonalds de Provo. A ação envolveu policias locais e agentes do FBI de Utah e do Colorado.

Cleary, que já havia sido condenado por perseguir e ameaçar uma mulher e seguia em liberdade condicional, foi preso por violar a condicional e fazer ameaças de terrorismo, reportou a polícia.

De acordo com as autoridades, ele confessou ter feito as ameaças e alegou que estava chateado quando escreveu. O post foi deletado depois que respostas negativas começaram a chegar, ele disse à polícia. Segundo a imprensa local, Cleary também escrevia posts suicidas.

Mais Internacional