PUBLICIDADE
Topo

Internacional

O Brasil só tem a perder com intervenção na Venezuela, diz presidente do PT

Leonardo Martins

Do UOL, em São Paulo

23/01/2019 18h16

A presidente do PT (Partido dos Trabalhadores), Gleisi Hoffmann, lamentou nesta quarta-feira (23) o fato de o governo brasileiro ter reconhecido o deputado e presidente da Assembleia Nacional Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela, após o mesmo ter se declarado líder do país. 

"Começamos hoje na América Latina a caminhada dos conflitos que tanto repudiamos em outros continentes. Líbia, Iraque, Síria são lembranças atuais das decisões arrogantes dos Estados Unidos e seus parceiros políticos. O Brasil só tem a perder com esta intervenção na Venezuela", publicou a deputada federal eleita em seu Twitter. 

O Brasil já não reconhecia Nicolás Maduro como presidente. O chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, tratava Maduro como "ex-presidente". 

Gleisi, por outro lado, esteve presente na posse do presidente venezuelano no último dia 10, em Caracas. Em nota divulgada à época pelo partido e assinada pela ex-senadora, o PT reiterava reconhecer a eleição de Maduro por meio do voto popular e rechaçava "a posição agressiva do atual governo brasileiro contra o país". 

O mandato de Maduro é questionado por grande parte da comunidade internacional. O Grupo de Lima, que reúne países do continente americano, afirmou que não reconhece o mandato do venezuelano. A União Europeia e os EUA também defendem a realização de novas eleições no país, de maneira democrática. 

Internacional