Topo

Repórter leva soco durante reportagem ao vivo em protesto no México

El Heraldo TV/Reprodução
Imagem: El Heraldo TV/Reprodução

Do UOL, em São Paulo

18/08/2019 14h38

O repórter Juan Manuel Jiménez, da TV mexicana ADN40, foi agredido anteontem quando cobria ao vivo uma manifestação contra a violência de gênero na Cidade do México. Jiménez foi atingido por um soco de um homem presente no local.

A presença de Jiménez era alvo de protestos de parte das participantes. No entanto, enquanto falava à câmera, um homem de boné que acompanhava a reportagem se posicionou atrás do repórter e atingiu nele um soco, deixando Jiménez no chão.

Em entrevista ao programa Noticias de la noche, exibido pelo jornal El Heraldo na internet, o diretor de reportagem da ADN40, José Luis Mora, deu sua versão do incidente.

"Ele seguia com sua crônica, e um sujeito com um boné e uma camiseta branca se aproxima dele, dando-lhe pelas costas (...). No momento em que seguia com sua crônica, acertou-lhe um golpe de direita, que derrubou Juan Manuel e o deixou inconsciente", contou Mora.

O jornalista ainda se posicionou contra às críticas recebidas das participantes da manifestação, que estariam protestando na reportagem ao vivo contra a presença de Juan Manuel Jiménez. "Cobrimos muitas marchas, muitas expressões de quaisquer índoles, para levar informações", disse Mora.

Segundo o diretor da ADN40, o repórter agredido foi atendido pelo policiamento local e se encontra em recuperação. No Twitter, o canal publicou o vídeo e disse condenar "qualquer tipo de violência".

Ontem, também na rede social, Jiménez se manifestou a respeito. "Muitíssimo obrigado por suas demonstrações de apoio. Agradeço demais cada uma das mensagens", publicou. "Fomos apresentar uma denúncia à Procuradoria Geral de Justiça da Cidade do México. Esperamos que esta agressão covarde não fique impune."

Mais Internacional