Topo

Homem que foi fazer uma circuncisão e saiu vasectomizado recebe US$ 2 mi

Erro médico - Getty Images/iStockphoto
Erro médico Imagem: Getty Images/iStockphoto

Do UOL, em São Paulo

14/11/2019 16h41

Um homem que foi internado em um hospital em Des Moines, no Iowa (EUA), para fazer uma circuncisão e acabou ganhando uma vasectomia foi indenizado em US$ 2 milhões por um júri.

Apesar de levar uma carta para a The Iowa Clinic e instruir os médicos para que não houvesse nenhuma confusão, Zaw Zaw, de 38 anos, acabou sendo vítima de um engano que o deixou sem poder reproduzir, informou a WTKR.

O advogado da vítima, Marc Harding, argumentou que seu cliente —que é original da Birmânia— fez todos os passos para garantir o tratamento correto independente de qualquer barreira de linguagem.

Segundo Harding, as instruções foram fragmentadas e a clínica médica não conseguiu comunicar adequadamente o que estava sendo feito. Mesmo após a operação mal feita realizada em janeiro de 2016, ele disse que a clínica continuava culpando Zaw Zaw.

O júri concordou que Zaw Zaw teve certa culpa na confusão, mas que 70% da responsabilidade foi do cirurgião Dr. Kevin Birusingh. A compensação foi de US$ 1 milhão pelo sofrimento físico e psicológico, US$ 250 mil pelo futuro sofrimento físico e psicológico, US$ 500 mil pela perda de função do corpo e mais US$ 500 mil pela futura perda de função do corpo.

O hospital divulgou um comunicado após a decisão. "Somos gratos pelo trabalho árduo do júri e estamos satisfeitos por não ter sido atribuída nenhuma falha nesta questão à The Iowa Clinic. É importante observar que o médico envolvido neste caso não faz parte da equipe da clínica há mais de um ano."

Internacional