PUBLICIDADE
Topo

Vietnamitas mortos: motorista confessa esquema de imigração ilegal

Maurice Robinson, motorista do caminhão que transportava 39 corpos de vietnamitas - Reprodução
Maurice Robinson, motorista do caminhão que transportava 39 corpos de vietnamitas Imagem: Reprodução

do UOL, em São Paulo

25/11/2019 09h24

O motorista do caminhão onde 39 vietnamitas foram encontrados mortos no final de outubro, na Inglaterra, confessou em depoimento à policia que atuava em um esquema de imigração ilegal.

Maurice Robinson, de 25 anos, se declarou culpado durante o depoimento realizado na manhã de hoje, via videoconferência. De acordo com a CNN, ele confirmou que participa de um esquema ilegal de contrabando de pessoas desde maio do ano passado.

Ele foi acusado de homicídio culposo pela morte de 39 pessoas. A denúncia ainda afirma que ele "conspirou com outras pessoas para um ato ou série de atos que facilitaram a violação da lei de imigração por várias pessoas".

As vítimas — 31 homens e oito mulheres — foram achadas em um caminhão frigorífico que foi localizado na cidade de Grays, no distrito de Essex, no leste da Inglaterra, no dia 23 de outubro.

A justiça marcou para 13 de dezembro a audiência de Robison, que seguirá detido.

Outros acusados

Além de Robinson, outros dois homens foram denunciados pelas mortes.

Christopher Kennedy, de 23 anos, foi acusado de tráfico humano, e Eamon Harrison, também de 23 anos, foi preso em Dublin no início de novembro.

A polícia iniciou um processo de extradição de Harrison para que ele possa responder no Reino Unido às acusações de homicídio culposo, tráfico humano e crimes de imigração.

Outras três pessoas também foram presas em conexão com a investigação no Reino Unido: um homem de 38 anos, uma mulher de 38 anos e um homem de 46 anos. Todos foram libertados sob fiança, segundo a polícia.

Internacional