PUBLICIDADE
Topo

Casal britânico recebe R$ 660 mil por discriminação em pedido de adoção

Sandeep e Reena Mander leem discurso após ganharem indenização por terem um pedido de adoção negado por causa da descendência indiana - Reprodução/Twitter/Adina Campbell
Sandeep e Reena Mander leem discurso após ganharem indenização por terem um pedido de adoção negado por causa da descendência indiana Imagem: Reprodução/Twitter/Adina Campbell

Do UOL, em São Paulo

06/12/2019 10h56

A Justiça do Reino Unido decidiu que um casal britânico deve receber, aproximadamente, 120 mil libras (quase R$ 660 mil) de indenização por discriminação, após ter um pedido de adoção negado devido à sua descendência indiana.

Sandeep e Reena Mander processaram o Royal Borough of Windsor and Maidenhead Council, responsável por analisar os pedidos de adoção em Maidenhead, na Inglaterra. Segundo eles, a entidade recusou a inscrição deles em um cadastro para adoção e informou que o casal teria mais chances de adotar uma criança da Índia ou Paquistão.

Na decisão, a juíza Melissa Clarke afirmou que há evidências claras de discriminação contra o casal. "O senhor e a senhora Mander, que demonstraram desejo por adotar uma criança de qualquer etnia, receberam um tratamento menos favorável em comparação a um casal de uma origem diferente", declarou.

Após o julgamento, o casal comemorou a vitória. "Essa decisão garante que, não importa sua raça, religião ou cor, você deve ser tratado igualmente e ter acesso à adoção da mesma forma que outras pessoas", disse Sandeep.

Internacional