PUBLICIDADE
Topo

Mulher acorda de coma após erupção de vulcão e descobre que família morreu

Gavin e Lisa Dallow; casal estava na Ilha Branca quando vulcão entrou em erupção - Reprodução/Facebook
Gavin e Lisa Dallow; casal estava na Ilha Branca quando vulcão entrou em erupção Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

12/02/2020 11h23

Uma australiana que sobreviveu a erupção de um vulcão na Nova Zelândia acordou do coma depois de dois meses e descobriu que seus familiares não resistiram aos ferimentos.

Lisa Dallow, de 48 anos, soube da morte de seu marido Gavin Dallow, 53, e da filha Zoe Hosking, 15, quando acordou de seu coma induzido por medicamentos, disse um porta-voz da família à Australian Broadcasting Corporation na segunda-feira.

Ela passava férias com a família quando o vulcão entrou em erupção no dia 9 de dezembro e sofreu queimaduras em 60% do corpo e está sendo tratado em um hospital de Melbourne, de acordo com o The Australian.

"Temos que ter cuidado com tudo o que dizemos a ela, porque ela está muito traumatizada com o que aconteceu e é bastante emocional", disse o sogro de Lisa, Brian Dallow.

Segundo a polícia da Nova Zelândia, 21 pessoas morreram pela erupção vulcânica ocorrida na Ilha Branca no ano passado. Desse total, as autoridades disseram que 19 morreram na Nova Zelândia, enquanto duas morreram na Austrália.

Internacional