PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Por coronavírus, Israel impõe quarentena a todo viajante que entrar no país

"É uma decisão difícil, mas essencial para manter a saúde pública", justificou o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu - Abir Sultan/Reuters
"É uma decisão difícil, mas essencial para manter a saúde pública", justificou o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu Imagem: Abir Sultan/Reuters

Do UOL, em São Paulo

09/03/2020 18h54

Todo viajante que chegar a Israel será obrigado a ficar em quarentena por 14 dias, segundo anunciado hoje pelo primeiro-ministro do país, Benjamin Netanyahu. A medida, divulgada nas redes sociais, de Netanyahu visa conter a epidemia de infecções pelo novo coronavírus, que já deixou mais de 3 mil mortos no mundo todo.

Em vídeo publicado no Twitter, o premiê israelense disse que, "depois de um dia de discussões complexas, nós tomamos uma decisão. Quem quer que seja que chegue a Israel do exterior vai entrar em quarentena por 14 dias. É uma decisão difícil, mas essencial para manter a saúde pública."

A regra será aplicada a estrangeiros a partir de quinta-feira (12). Segundo a emissora britânica BBC, eles terão que provar que têm acomodações adequadas para ficar em isolamento durante sua estadia no país.

A mídia local estima que a quarentena deve atingir cerca de 300 mil pessoas. A população de Israel, que já registrou 42 casos de covid-19 e nenhuma morte, é de aproximadamente 9 milhões de habitantes.

O país já havia imposto restrições a turistas provenientes de outros países, como a Itália, que já registra 460 mortes pela doença. Mais cedo, o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, anunciou a ampliação da quarentena para todo o país, restringindo a entrada e a saída de pessoas.

Coronavírus