PUBLICIDADE
Topo

Quem tossir em profissionais de emergência poderá ser preso no Reino Unido

A medida acontece depois de relatos de policiais e outros profissionais de que pessoas que afirmaram estar com covid-19 tossiram neles - Tim Ireland/Xinhua
A medida acontece depois de relatos de policiais e outros profissionais de que pessoas que afirmaram estar com covid-19 tossiram neles Imagem: Tim Ireland/Xinhua

Do UOL, em São Paulo

26/03/2020 11h05

Promotores do Reino Unido alertaram hoje que as pessoas que tossirem deliberadamente em profissionais de saúde e de emergência poderão ser presos por até dois anos.

A medida acontece depois de relatos de policiais e outros profissionais de que pessoas que afirmaram estar com covid-19 tossiram neles.

"Deixe-me ser bem claro: isso é um crime e precisa parar. O CPS apoia trabalhadores de emergência e essenciais e não hesitará em processar quem os ameaçar enquanto cumprem seus deveres vitais", afirmou o promotor Max Hill QC.

Segundo o Serviço de Promotoria da Coroa (CPS na sigla em inglês), a tosse deliberada em agentes de emergência será considerada agressão com pena de até dois anos.

Já quando as pessoas tossirem em outros cidadãos, a pena será de até seis meses de prisão.

O alerta da Promotoria acontece depois que um homem de 45 anos, que estava sendo preso por outro crime, afirmou que estava com covid-19 e tossiu em policiais. Ele foi preso e receberá a sentença no dia 1 de abril.

Coronavírus