PUBLICIDADE
Topo

Em carta, Trump pediu que americanos fiquem em casa contra coronavírus

Carta enviada no dia 16 de março por Donald Trump, presidente dos EUA, aos americanos pedindo que a população fique em casa para evitar novas transmissões do coronavírus - Divulgação/Casa Branca
Carta enviada no dia 16 de março por Donald Trump, presidente dos EUA, aos americanos pedindo que a população fique em casa para evitar novas transmissões do coronavírus Imagem: Divulgação/Casa Branca

Do UOL, em São Paulo

27/03/2020 09h19

O presidente Donald Trump enviou cartas aos norte-americanos com recomendações de prevenção contra o novo coronavírus.

As cartas foram enviadas no dia 16 de março e pedem para que a população fique em casa e alerta que mesmo os mais jovens e saudáveis correm risco.

O documento foi elaborado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças e pela Casa Branca, responsáveis pelo envio, e diz que tais recomendações valerão por 15 dias (ou seja, até 31 de março) para evitar novas transmissões do vírus.

Ele pede que pessoas que se sentirem doentes não saiam de casa; para manter as crianças em casa, caso elas também estejam doentes; para não viajar se não for urgente; trabalhar e estudar em casa sempre que possível e evitar aglomerações e reuniões sociais.

Sobre os grupos de risco como idosos e pessoas com problemas de saúde, o documento orienta a "ficar em casa e distantes de outras pessoas".

Além dessas recomendações, a carta lista hábitos diários de higiene que podem ajudar a conter a transmissão do vírus: lavar as mãos, não colocar a mão no rosto, e sempre desinfetar superfícies e objetos muito usados.

Ontem, Trump disse mais de uma vez que os EUA "precisam voltar ao trabalho", mas reforçou que as pessoas ainda devem praticar o distanciamento social. "Temos que iniciar o processo [de retorno ao trabalho] em breve", disse ele na coletiva de imprensa na Casa Branca.

Segundo o CDC, até a tarde de ontem o país registrava mais de 68 mil casos e 994 mortes em decorrência da covid-19.

Coronavírus