PUBLICIDADE
Topo

Pastor que se recusou a fechar igreja tem prisão decretada nos EUA, diz TV

Pastor Rodney Howard-Browne, da igreja The River at Tamba Bay, durante seu programa no Youtube - Reprodução/Youtube
Pastor Rodney Howard-Browne, da igreja The River at Tamba Bay, durante seu programa no Youtube Imagem: Reprodução/Youtube

Do UOL, em São Paulo

30/03/2020 15h50

Um pastor que decidiu realizar cultos com centenas de pessoas neste último domingo teve sua prisão decretada hoje pelas autoridades da cidade de Tampa, na Flórida. Um dos eventos chegou a juntar cerca de 500 pessoas e se deu em meio à quarentena decretada no estado americano, como principal forma de combate à epidemia do coronavírus.

Segundo informações do canal Fox 13, a igreja The River at Tamba Bay realizou dois cultos no domingo, colocando em risco a saúde de centenas de pessoas. Por isso, o pastor Rodney Howard-Browne foi acusado de reunião ilegal e violação de ordem de emergência de saúde pública, tendo seu mandado de prisão decretado pelo distrito de Hillsborough.

O xerife do distrito, Chad Chronister, explicou que os seus delegados tentaram advertir o pastor sobre o "ambiente perigoso" que sua igreja poderia criar caso mantivesse os cultos durante a pandemia da covid-19. O religioso, porém, anunciou que manteria as atividades normalmente e ainda prometeu um sistema que deixaria os fiéis imunes à contaminação.

"Nós trouxemos 13 máquinas que basicamente matam qualquer vírus no lugar (templo)", disse o pastor em vídeo postado no seu canal do Youtube. "Se eles (fiéis) espirram, ela atira a uma velocidade de cerca de 160 km/h e neutraliza em uma fração de segundo".

No anúncio do pedido de prisão, o xerife fez questão de reforçar que a ação não era um ataque à liberdade de religião. A autoridade, inclusive, estava acompanhada de outros pastores de igrejas locais, que apoiam as medidas de isolamento social.

Nos Estados Unidos, a covid-19 segue aumentando seus números. A doença já contaminou mais de 140 mil pessoas e o número de mortes deve chegar a 2,5 mil nos próximos dias.

Cuidados básicos para se proteger do coronavírus:

Coronavírus