PUBLICIDADE
Topo

Epidemiologista de força-tarefa de Trump vem sofrendo ameaças, diz jornal

O médico Anthony Fauci é a maior autoridade em doenças infecciosas nos EUA - Reuters via BBC
O médico Anthony Fauci é a maior autoridade em doenças infecciosas nos EUA Imagem: Reuters via BBC

Do UOL, em São Paulo

01/04/2020 22h36

O epidemiologista Anthony Fauci, um dos principais integrantes da força-tarefa do governo de Donald Trump para tentar deter a pandemia do coronavírus, vem recebendo ameaças graves nas últimas semanas.

Segundo o Washington Post, o médico está enfrentando ameaças a sua segurança pessoal e uma série de recados perturbadores de seguidores fanáticos, forçando a Polícia Federal a aumentar a segurança dele.

Fauci rapidamente se tornou o rosto da resposta do país à pandemia de coronavírus, muitas vezes aparecendo na TV e nos comunicados diários do presidente Trump.

O diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas não tem medo de transmitir seu conhecimento científico sobre a propagação do vírus e a necessidade de os americanos se protegerem.

Enquanto Fauci está subitamente ganhando mais segurança pessoal, o Post diz que a natureza exata das ameaças contra o médico permanece incerta.

Ontem, o diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, afirmou em coletiva de imprensa na Casa Branca que os Estados Unidos devem se preparar para 100 mil mortes por conta do coronavírus.

"Por mais preocupante que seja esse número, devemos estar preparados para isso. Será muito? Espero que não, e acho que quanto mais recuarmos na mitigação, menor a probabilidade desse número", disse Fauci.

A covid-19 matou 884 pessoas nos Estados Unidos nas últimas 24 horas, um novo recorde no país, segundo uma contagem difundida na noite de hoje pela Universidade Johns Hopkins. Este forte aumento eleva a 4.475 o total de mortos no país desde o começo da pandemia.

Coronavírus