PUBLICIDADE
Topo

Donos de gatos em quarentena devem manter seus bichos dentro de casa

Adriana Negreiros/UOL
Imagem: Adriana Negreiros/UOL

08/04/2020 15h37

Donos de gatos que apresentarem sintomas do novo coronavírus ou que estiverem em isolamento doméstico por precaução devem manter seus animais em locais fechados, segundo recomendação da Associação Veterinária Britânica, conforme divulgado hoje pela CNN.

A entidade disse que os felinos "podem agir como fômites" (corpos ou objetos que podem ser contaminados por organismos infecciosos) e podem reter o vírus no pelo se forem acariciados por alguém que o tenha contraído.

"Para os donos de animais que têm covid-19 ou que se isolam, recomendamos que você mantenha seu gato dentro de casa, se possível, durante esse período", disse a associação em comunicado.

"O vírus pode estar em seu pelo da mesma maneira que em outras superfícies, como mesas e maçanetas".

A associação afirmou, no entanto, que seu principal conselho aos donos de animais era praticar uma boa higiene das mãos. E enfatizou que não está sugerindo que todos os gatos devem ser mantidos em ambientes fechados, mas que os proprietários devem fazê-lo "apenas se o gato estiver feliz em ser mantido em ambientes fechados".

Um pequeno número de incidentes indica que os felinos podem contrair covid-19, como um tigre no zoológico do Bronx (EUA), mas mesmo assim não há evidências de que eles possam transmitir o vírus aos seres humanos.

"É muito importante que as pessoas não entrem em pânico com seus animais de estimação. Não há evidências de que os animais possam transmitir a doença aos seres humanos", afirmou a associação. "Pelo pequeno número de casos, parece que os cães não apresentam sintomas, mas os gatos podem mostrar sinais clínicos da doença".

A maior preocupação é que os proprietários infectados acariciem seus gatos, que saem de casa e são acariciados por estranhos, já que muitos são deixados livres para passear pelas ruas.

A entidade reconheceu que "alguns gatos não podem ficar em ambientes fechados devido a razões médicas relacionadas ao estresse".

Um estudo recente da China, que ainda não foi revisado, descobriu que os gatos parecem suscetíveis a contrair a covid-19, e os gatos no estudo também foram capazes de infectar um ao outro, embora não mostrassem sinais de doença.

Os furões também foram capazes de pegar o vírus, embora isso não parecesse prejudicá-los. Os cães, por outro lado, não eram suscetíveis, de acordo com esse estudo. O vírus apareceu nas fezes de cinco cães, mas nenhum vírus infeccioso foi encontrado.

Independentemente disso, os especialistas rejeitaram a sugestão de que as pessoas possam transmitir o vírus aos seus animais de estimação e pediram que seus donos não se preocupem em fazer carinho neles.

Coronavírus