PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Itália começa a facilitar medidas de bloqueio em meio à pandemia

Mulher utiliza telefone celular e máscara de proteção em Turim, na Itália, em meio à pandemia de coronavírus - Massimo Pinca
Mulher utiliza telefone celular e máscara de proteção em Turim, na Itália, em meio à pandemia de coronavírus Imagem: Massimo Pinca

Do UOL, em São Paulo

14/04/2020 09h01

Algumas lojas e negócios na Itália poderão reabrir a partir de hoje, de acordo com um decreto governamental assinado pelo primeiro-ministro Giuseppe Conte. O bloqueio do país, por causa da pandemia do novo coronavírus, começou no dia 9 de março.

Entre as lojas autorizadas a reabrir estão livrarias, lavanderias, papelarias e lojas de roupas para bebês e crianças. Porém, algumas regiões decidiram adiar a abertura de algumas restrições.

Outras atividades de produção, como cuidado e manutenção de hidráulica e paisagem, fabricantes de computadores, de produtos de papel e papelão também poderão reiniciar a produção.

O novo decreto afirma que qualquer lugar que reabrir ao público deve respeitar as regras, por exemplo, disponibilizando desinfetante para as mãos, forçando o uso de máscaras em espaços fechados e em áreas onde o distanciamento não pode ser garantido.

Ainda segundo a nova medida do governo italiano, as medidas estarão em vigor até o dia 3 de maio. A "Fase 2" do plano trifásico da Itália no combate ao coronavírus começará somente após a suspensão de outras medidas de bloqueio.

A redução do bloqueio desta semana "não é a Fase 2", disse Gianni Rezza, diretora de doenças infecciosas do Instituto Nacional de Saúde (ISS), em coletiva de imprensa na noite de ontem.

Coronavírus