PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Governador de Washington critica Trump: 'Encoraja atos ilegais e perigosos'

11.mar.2020 - O democrata Jay Inslee, governador do estado de Washington (EUA), durante entrevista em coletiva - John Moore/Getty Images
11.mar.2020 - O democrata Jay Inslee, governador do estado de Washington (EUA), durante entrevista em coletiva Imagem: John Moore/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

17/04/2020 18h45Atualizada em 17/04/2020 18h49

O governador do estado de Washington, o democrata Jay Inslee criticou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por querer afrouxar a quarentena em alguns estados. No Twitter, Inslee chamou Trump de "desequilibrado" e disse que o republicano está colocando milhões de pessoas em risco.

"As declarações do presidente nesta manhã encorajam atos ilegais e perigosos. Ele está colocando milhões de pessoas em risco de contrair a covid-19", escreveu o governador. "Seus protestos desequilibrados e convocações para que as pessoas 'liberem' os estados também podem levar à violência. Nós já vimos isso antes."

O democrata fez referência a uma série de tuítes publicados por Trump em que o presidente pede a "liberação" dos estados de Minnesota, Michigan e Virginia e a "proteção" à Segunda Emenda, que permite o porte de armas aos cidadãos norte-americanos.

Embora o estado de Washington não tenha sido mencionado por Trump, Inslee disse acreditar que os tuítes podem ter implicações em todo o país.

"O protesto de hoje do presidente ameaça minar seu próprio objetivo de recuperação, interferindo na capacidade dos estados de afrouxar as políticas atuais de maneira segura, baseada em evidências [científicas]", continuou.

Os EUA têm hoje o maior número absoluto de casos confirmados do novo coronavírus: 686.991, segundo os últimos dados compilados pela Universidade Johns Hopkins. O país também já registrou mais de 32 mil mortes pela doença.

Só o estado de Washington, de acordo com balanço do jornal The New York Times, tem mais de 11 mil casos e 500 mortes.

Coronavírus