PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Aprovação dos americanos em relação à China despenca por crise da covid-19

Presidente chinês Xi Jinping e seu país são vistos com cada vez mais desconfiança pelos americanos - Xinhua/Xie Huanchi
Presidente chinês Xi Jinping e seu país são vistos com cada vez mais desconfiança pelos americanos Imagem: Xinhua/Xie Huanchi

Do UOL, em São Paulo

22/04/2020 08h50

A visão que os americanos têm da China vem piorando desde o início do governo de Donald Trump, em 2017, mas agora a aprovação despencou por conta da crise do coronavírus. É o que aponta uma pesquisa do instituto Pew Research Center, do Distrito de Colúmbia.

Segundo a análise, dois terços da população americana - ou 66% - têm uma visão negativa do país liderado pelo presidente Xi Jinping. A aprovação é a mais baixa desde que o instituto começou a fazer esse tipo de pesquisa, em 2005, quando apenas pouco mais de 40% dos entrevistados nos Estados Unidos afirmaram ser não favoráveis à posição chinesa nas questões globais.

A crescente desaprovação vinha sendo motivada pela guerra comercial entre os dois países, com a imposição mútua de taxas à exportação, que gerou até uma desaceleração do crescimento global. O conflito só viu uma trégua recente com a assinatura de um acordo em janeiro. Nele, a China se comprometeu a comprar mais US$ 200 bilhões em produtos dos Estados Unidos para tentar reduzir o déficit da balança comercial entre as nações.

Agora, a questão é a crise gerada pela pandemia do coronavírus. Apesar de no início o governo chinês ter sido elogiado por Trump no combate à doença, os americanos foram bombardeados nas últimas semanas com acusações de que a China estaria minimizando os números reais da epidemia no país e até de que o novo vírus teria surgido em um laboratório chinês.

Aliado ao já tradicional medo de perder empregos para a China, os americanos nunca viram o país asiático com tanta desconfiança. A desaprovação aumentou até entre os mais jovens, que tiveram 53% dos entrevistados com idades entre 18 e 29 anos contra os chineses. Para pessoas com mais de 50 anos, a visão negativa chega a 71%.

A pesquisa também mostrou uma diferença menor entre pessoas com visões políticas divergentes. Simpatizantes tanto do Partido Republicano como dos democratas têm reduzido a aprovação à China. Os republicanos desaprovam os chineses em 72%, enquanto democratas são 62% nesse recorte. Os dados ganham importância num contexto de eleições presidenciais marcadas para novembro.

O estudo foi feito com base na entrevista de 1.000 adultos americanos por telefone, já que o país segue com medidas de isolamento social vigentes por conta da quarentena do coronavírus. As entrevistas foram feitas entre os dias 3 e 29 de março.

Coronavírus