PUBLICIDADE
Topo

Reino Unido promete teste para qualquer pessoa com sintomas acima de 5 anos

Secretário de Saúde britânico anunciou novas medidas para o controle da pandemia - Pippa FOWLES / 10 Downing Street / AFP
Secretário de Saúde britânico anunciou novas medidas para o controle da pandemia Imagem: Pippa FOWLES / 10 Downing Street / AFP

Do UOL, em São Paulo

18/05/2020 13h46

O Reino Unido anunciou hoje uma nova medida importante no seu processo de reabertura após viver o pior momento da pandemia do coronavírus. O secretário de saúde britânico, Matt Hancock, prometeu que qualquer pessoa com cinco anos ou mais que apresente sintomas da covid-19 poderá fazer um teste para descobrir se tem a doença.

"Todo mundo com cinco anos ou mais com sintomas é agora elegível para um teste. Isso se aplica a todo o Reino Unido nos quatro países a partir de agora", afirmou Hancock em pronunciamento ao parlamento britânico. Até agora, apenas pessoas com mais de 65 anos e trabalhadores de atividades essenciais podiam fazer testes.

Para aumentar ainda mais a abrangência da testagem, o governo britânico incluiu a perda de paladar e olfato entre os sintomas da doença causada pelo coronavírus. Qualquer pessoa elegível que apresente esses sintomas pode agendar um teste pela internet ou fazer uma ligação telefônica para completar o agendamento.

As decisões são uma continuidade do processo de flexibilização e relaxamento das medidas de isolamento social em vigor no Reino Unido. Como contrapartida, porém, o governo britânico vai exigir que quem apresente qualquer sintoma da covid-19 se auto isole por uma semana, assim como seus familiares que tiveram contato com ela fiquem por duas semanas em casa.

Rastreamento de contaminados

Mais um anúncio importante de Hanckock foi a contratação de 21.000 funcionários que ajudarão a rastrear a propagação do vírus em território britânico. Destes, 7.500 são profissionais da saúde que darão conselhos sobre isolamento e tratamento por telefone.

"Eles vão ajudar a rastrear manualmente os contatos de quem teve um teste positivo e aconselhá-los se precisam se isolar. Eles receberam tratamento rigoroso com procedimentos detalhados feitos pelos nossos especialistas", explicou o secretário de Saúde.

O Reino Unido permanece em segundo entre os países com mais mortes causadas pelo coronavírus e registrou mais de 34.000 vítimas fatais. Nas últimas 24 horas, o esforço de testagem já resultou em 91.206 testes realizados ou despachados para serem feitos em breve, com 3.142 atestando positivo para a covid-19.

Coronavírus