PUBLICIDADE
Topo

França fecha 70 escolas uma semana após retomada por casos de covid-19

Alunos usam máscaras na reabertura de escola em Niece, na França, com novas regras e distanciamento social - Eric Gaillard/Reuters
Alunos usam máscaras na reabertura de escola em Niece, na França, com novas regras e distanciamento social Imagem: Eric Gaillard/Reuters

Do UOL, em São Paulo

19/05/2020 10h52

O ministro da Educação da França, Jean-Michel Blanquer, confirmou ontem que 70 escolas do país fecharam por casos confirmados ou suspeitos do novo coronavírus. Ao todo, 40 mil escolas retomaram suas atividades no dia 11 de maio, após a quarentena.

Segundo ele, os casos conhecidos ou suspeitos envolviam a comunidade escolar, como estudantes, professores ou autoridades municipais em contato com crianças.

Segundo o jornal francês Le Monde, Blanquer destacou a "necessidade de ser rigoroso", mas disse que "o fato de ter que fechar uma escola não deveria trazer preocupação". O ministério destacou que as 70 escolas não correspondem a 70 casos comprovados de covid-19.

Ainda de acordo com o Le Monde, há casos de escolas fechadas que são as únicas na região, como em Nice, onde um aluno da escola particular Nazaré foi diagnosticado com a doença. Em Roubaix, por outro lado, sete escolas foram fechadas por "precaução" devido a um caso confirmado entre os estudantes.

As autoridades estão conduzindo uma investigação para encontrar contatos das pessoas infectadas e evitar a disseminação da doença.

O protocolo nacional de saúde educacional não impõe uma regra uniforme quando um caso de covid-19 é detectado em uma escola. O texto indica que "decisões de quinzena, fechamento de turma ou escola podem ser tomadas".

Coronavírus