PUBLICIDADE
Topo

Nos EUA, coronavírus mata três vezes mais negros do que brancos

Bandeira dos Estados Unidos (EUA) junto a testes do novo coronavírus - Mehmet Emin Menguarslan / Anadolu Agency
Bandeira dos Estados Unidos (EUA) junto a testes do novo coronavírus Imagem: Mehmet Emin Menguarslan / Anadolu Agency

Do UOL, em São Paulo

21/05/2020 00h21

Uma pesquisa conduzida pelo laboratório APM Research Lab mostrou que, nos Estados Unidos, os negros têm morrido de covid-19 quase três vezes mais do que os brancos.

A doença causada pelo novo coronavírus aprofunda a desigualdade racial no país norte-americano, e o estudo, batizado de "A Cor do Coronavírus" ("Color of Coronavirus", em inglês) revelou que mais de 20 mil negros já foram a óbito nos EUA.

O número significa a morte de um a cada 2 mil cidadãos da população negra do país. Alguns estados têm estatísticas ainda piores: o Kansas mostra que negros estão morrendo sete vezes mais por causa da covid-19 do que os brancos.

A cada 100 mil negros, cerca de 50 morrem da doença nos Estados Unidos. Os números para outras etnias são consideravelmente menores: 20,7 brancos morrem a cada 100 mil; para latinos, são 22,9; e, para asiáticos, são 22,7.

Coronavírus