PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: Japão pede para pessoas não gritarem nos parques de diversão

A sugestão de não gritar ou aplaudir durante as atrações não tem uma explicação - Carl Court/Getty Images
A sugestão de não gritar ou aplaudir durante as atrações não tem uma explicação Imagem: Carl Court/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

28/05/2020 09h45

A Associação de Parques Temáticos do Leste e Oeste do Japão divulgou um novo guia de recomendações para seguranças dos visitantes agora que o país começa a se reabrir com a redução de casos de coronavírus.

Contudo, ao menos uma das regras parece estranha para visitantes de parques de diversão: é proibido gritar. Parques como Tokyo Disneyland, DisneySea e a Universal Studios Japan fazem parte da associação.

O guia traz outras medidas que já parecem comum em tempos de pandemia como checagem da temperatura ou distanciamento social obrigatório.

A sugestão de não gritar ou aplaudir durante as atrações não tem uma explicação e também não se sabe como os frequentadores responderão ao pedido.

Além disso, as atrações que não puderem usar máscara deverão manter um metro de distância dos visitantes.

O Japão começa sua reabertura gradual na próxima semana. Os parques de diversão estavam fechados desde fevereiro.

Os parques da Disney e da Universal ainda não anunciaram data de reabertura.

Coronavírus