PUBLICIDADE
Topo

EUA: DC proíbe uso de gás lacrimogêneo e balas de borracha pela polícia

Agentes do Serviço Secreto  enfrentam manifestantes durante protestos contra a morte de George Floyd, em Washington DC - JONATHAN ERNST/REUTERS
Agentes do Serviço Secreto enfrentam manifestantes durante protestos contra a morte de George Floyd, em Washington DC Imagem: JONATHAN ERNST/REUTERS

Do UOL, em São Paulo

09/06/2020 21h28

O Conselho do Distrito de Columbia aprovou hoje, por unanimidade, um projeto de emergência para reformar o policiamento na região, que inclui a cidade de Washington D.C., nos Estados Unidos.

O texto inclui a proibição do uso de gás lacrimogêneo, granada de efeito moral, spray de pimenta e balas de borracha, além de vetar a contratação de policiais que foram demitidos de outro departamento de polícia.

A votação de hoje promulgou as alterações por 90 dias, informou o Washington Post, que pode ser estendido para 225 dias com uma segunda votação. Em breve, o mesmo Conselho deve realizar audiências públicas e para tornar todas essas medidas permanentes.

David Grosso, um dos membros do Conselho, queria incluir uma emenda limitando a força policial da cidade a 3,5 mil membros. Seus colegas, no entanto, foram contra.

A morte de George Floyd em 25 de maio provocou duas semanas de protestos em todo o mundo contra o racismo e a violência policial.

Internacional