PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Presidente do México se voluntaria para experimentar vacina russa

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador (AMLO), falou sobre a vacina russa durante coletiva de imprensa - Hector Vivas/Getty Images
O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador (AMLO), falou sobre a vacina russa durante coletiva de imprensa Imagem: Hector Vivas/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

17/08/2020 15h07

Andrés Manuel López Obrador, presidente do México, disse que se ofereceria para ser um dos primeiros a experimentar a vacina russa contra o novo coronavírus caso ela se mostrasse eficaz.

"Eu seria o primeiro a ser vacinado", disse López Obrador em entrevista coletiva hoje.

Na última terça-feira (11), a Rússia se tornou o primeiro país a registrar oficialmente uma vacina contra a covid-19 e declará-la pronta para uso. Durante o anúncio, o presidente Vladimir Putin disse que uma de suas filhas já foi vacinada.

Apesar do ceticismo internacional, depois disso, as autoridades russas informaram que o país produziu o primeiro lote da vacina.

De acordo com a última atualização da Universidade Johns Hopkins, o México acumula 522.162 casos confirmados de covid-19 e 56.757 mortes causadas pelo novo coronavírus.

O México já possui acordos para participar de testes clínicos de uma possível vacina de empresas como a francesa Sanofi, a americana Janssen Pharmaceuticals e as chinesas CanSino Biologics e Walvax Biotechnology. Além disso, o país também tem um acordo de produção da vacina da AstraZeneca.

Coronavírus