PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Trump diz que irmão era seu 'maior fã' e que estava 'chateado' com a China

Robert Trump e Donald Trump se abraçando em foto de 2016 - Chip Somodevilla/Getty Images
Robert Trump e Donald Trump se abraçando em foto de 2016 Imagem: Chip Somodevilla/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

17/08/2020 12h23

Donald Trump disse que Robert Trump, que morreu no último sábado (15), era seu "maior fã". O presidente dos Estados Unidos também contou que o irmão mais novo estava "muito chateado com a China" por causa da pandemia do novo coronavírus.

A causa da morte de Robert não foi divulgada. O irmão mais novo de Trump estava internado no Hospital Presbiteriano de Nova York e recebeu a visita do presidente um dia antes de falecer.

"Não foi um bom fim de semana, é muito difícil. Você sabe o que vai acontecer, mas quando acontecesse, é duro. Ele era um cara ótimo, ele era meu amigo, melhor amigo, isso é verdade. Perdê-lo não é fácil", disse Trump em entrevista à Fox News hoje.

"Quando me tornei presidente, ele era, eu acho, uma das pessoas mais leais. Não havia ciúme, não havia um grama de ciúme. Ele saía por aí falando sobre como isso era bom para o país e 'tão incrível'. Ele era meu maior fã", acrescentou o presidente.

Trump acrescentou que Robert estava "muito chateado" com a crise causada pela pandemia do novo coronavírus e como a China não teria impedido o que o próprio presidente chamou de "praga".

"Ele estava com tanta raiva da China. Por causa do que aconteceu e onde a 'praga' entrou. Eles não deveriam ter permitido que acontecesse, eles poderiam ter impedido. Ele ficou muito chateado com isso", contou.

O caçula

Nascido em 1948, Robert era o caçula de quatro irmãos. Era considerado pela mídia o mais reservado dos Trump. Ele era conhecido como uma pessoa modesta e filantropo generoso.

Nas empresas da família, era querido pelos funcionários. Embora não fosse o protagonista nas companhias, como Donald, ele chegou a ocupar o cargo de vice-presidente executivo da Organização Trump, supervisionando cassinos em Nova Jersey, a administrar as propriedades imobiliárias do conglomerado e a ter cadeira no conselho de diretores da Zenimax Media.

Robert foi casado com a socialite de Nova York Blaine Trump, que conheceu em um evento de caridade, mas de quem se divorciou em 2007. Ele morreu faltando 11 dias para completar 72 anos.

Internacional