PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Caso Madeleine: Suspeito teve ajuda de cúmplice, diz programa português

Christian Brueckner, suspeito de envolvimento no desaparecimento de Madeleine McCann - Reprodução
Christian Brueckner, suspeito de envolvimento no desaparecimento de Madeleine McCann Imagem: Reprodução

Do UOL, em São Paulo

16/09/2020 14h38

Principal suspeito no desaparecimento de Madeleine McCann, em 2007, o alemão Christian Brueckner contou com a ajuda de um cúmplice, segundo um programa de TV português.

De acordo com o jornal britânico Daily Mail, relatórios já haviam sugerido que os investigadores procuram por errante que vivia perto da praia da Luz na época em que a menina desapareceu.

O programa chamado "Sexta Às 9" deve revelar esta semana que os detetives acreditam que Brueckner teve ajuda para sequestrar a criança.

Em uma prévia do programa, a apresentadora Sandra Felgueiras afirma: "Os detetives alemães confirmaram a suspeita de que Christian Brueckner tinha um cúmplice."

A alegação ocorre em meio a relatos de que os detetives querem falar com um errante alemão que, acredita-se, tenha sido amigo Brueckner. Ele vivia numa van a 14 quilômetros da praia da Luz, numa área chamada Barragem de Bravura.

A área foi vasculhada dias após o desaparecimento da menina, mas reportagens locais informaram que a polícia passou apenas duas horas lá e que o lago não foi revistado por mergulhadores.

Também numa prévia do programa, o advogado de Brueckner, Friedrich Fuelcher, diz que ele foi transformado em bode expiatório pelos investigadores.

Ele acusa os promotores alemães de fazerem declarações sobre a culpa de Brueckner e o suposto assassinato de Madeleine com base apenas nas "evidências mais frágeis".

Internacional