PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Colômbia: Juíza influencer é investigada por publicar fotos sensuais na web

As fotos da juíza incomodaram autoridades e colocou a mulher como ré em uma investigação disciplinar - Reprodução/Instagram/@vivianpolaniaf
As fotos da juíza incomodaram autoridades e colocou a mulher como ré em uma investigação disciplinar Imagem: Reprodução/Instagram/@vivianpolaniaf

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/09/2020 12h07

Vivian Polanía é uma juíza de carreira na Colômbia. Atuante na área do direito há 14 anos, ela usa seu tempo livre para praticar crossfit e usa o Instagram para fazer publicações sobre seu corpo e também para promover marcas de roupas. As fotos, apesar de terem rendido mais de 90 mil seguidores em sua rede social, incomodaram as autoridades e colocaram a juíza como ré em uma investigação disciplinar.

Em seu Instagram, por exemplo, há uma fotografia em que a juíza parece estar promovendo uma ousada lingerie.

De acordo com o jornal local El Espectador, o Conselho de Disciplina apontou que a juíza pode ter violado "a realização de atividades no ato de serviço ou na vida social que possam afetar a confiança do público, ou comportamentos que possam comprometer a dignidade da administração da justiça."

Vivian se defendeu, alegando que sua atividade na web não passa de um trabalho: "para cada peça que mostrei fui paga por alguém, me deram 30% da venda ou me mandavam de graça. Este não é um negócio ilícito, pelo contrário, é uma forma de trabalhar bem, sem fazer mal a ninguém".

Em um perfil elaborado pelo jornal La Opinión, ela disse ter recebido uma onda de seguidores depois de mostrar seu corpo, e acrescentou: "Uma pessoa não tira fotos só para tirar ou para que as pessoas cliquem no botão de curtir".

Não‌ ‌houve‌ ‌relatórios‌ ‌especificando‌ ‌quais‌ ‌atividades‌ ‌ou‌ ‌comportamentos‌ ‌estão‌ ‌sendo‌ ‌investigados.‌ ‌A‌ ‌juíza‌ ‌ainda‌ ‌afirmou‌ ‌que‌ ‌continuará‌ ‌com‌ ‌sua‌ ‌vida‌ ‌normalmente,‌ ‌"porque‌ ‌assim‌ ‌sou‌ ‌eu."

Internacional