PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
11 meses

Nova York estuda fechar escolas e empresas em bairros por coronavírus

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio - 13.mai.2019 - Yana Paskova/Getty Images/AFP
O prefeito de Nova York, Bill de Blasio Imagem: 13.mai.2019 - Yana Paskova/Getty Images/AFP

Do UOL, em São Paulo

04/10/2020 14h09

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, anunciou hoje que pretende "retroceder" a reabertura de nove bairros da cidade de Nova York. As regiões tiveram um aumento em mais de 3% no número de casos nos últimos sete dias de covid-19, segundo o jornal The New York Times. O plano do prefeito precisa ser analisado pelo governador Andrew Cuomo.

Com a proposta de Blasio, bairros no Brooklyn e no Queens não poderiam abrir empresas que não sejam essenciais nem escolas. "Hoje, infelizmente, não é um dia para comemorar", disse de Blasio. "Hoje é um dia mais difícil."

O plano do prefeito marca a primeira grande reversão na reabertura da cidade desde que foi duramente atingida pelo coronavírus em março.

As áreas atingidas pela proposta de Blasio incluem partes de Far Rockaway, Borough Park, Midwood, Gravesend, Bensonhurst, Sheepshead Bay e Kew Gardens.

Outros 11 bairros também são observados pela prefeitura por representarem uma "preocupação real". Nesses bairros, a cidade deve restringir os restaurantes indoor.

Internacional