PUBLICIDADE
Topo

Eleições Americanas

Conteúdo publicado há
10 meses

Votos 'sumidos' de militares da Geórgia levantam nova dúvida na eleição

Do UOL, em São Paulo

06/11/2020 15h47

O presidente e candidato à reeleição Donald Trump voltou a levantar dúvidas sobre as eleições nos Estados Unidos ao questionar na tarde de hoje em seu perfil no Twitter "onde estão as cédulas de militares perdidas na Geórgia". "O que aconteceu com elas?", indagou.

De acordo com comunicado feito por Brad Raffensperger, secretário de Estado da Geórgia, na manhã de hoje, cerca de 8,9 mil cédulas de votação foram enviadas para os militares da Geórgia no exterior, mas ainda não retornaram.

Também hoje, o democrata Joe Biden conseguiu virar a apuração dos votos na Geórgia, dona de 16 delegados no colégio eleitoral, ficando mais próximo de ser eleito presidente dos Estados Unidos.

Durante a tarde, Raffensperger disse que os votos no estado serão recontados devido à pequena margem de votos entre Biden e Trump.

A contagem final na Geórgia neste momento tem enormes implicações para todo o país. As apostas e as emoções são altas de todos os lados. Não vamos deixar que esses debates nos desviem do nosso trabalho." Brad Raffensperger

De acordo com a legislação estadual da Geórgia, é possível pedir recontagem de votos caso a diferença entre os candidatos seja menor do que 0,5 ponto percentual, o que é o caso.

Com mais de 98% dos votos apurados na Geórgia, Biden e Trump aparecem com 49,4% dos votos, mas o democrata tem 2.450.194 votos, enquanto o republicano aparece com 2.448.632, segundo o jornal The New York Times. A diferença, portanto, é de 1.562 votos.

Outro estado em que Biden tomou a liderança de Trump hoje é a Pensilvânia, que possui 20 delegados no colégio eleitoral. Se conquistar 270 delegados no pleito - atualmente, tem 253 -, o democrata é eleito.

    Eleições Americanas