PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
10 meses

Morre aos 80 anos Tabaré Vásquez, ex-presidente do Uruguai

Do UOL, em São Paulo

06/12/2020 08h26

O ex-presidente do Uruguai Tabaré Vásquez morreu na madrugada de hoje, aos 80 anos. Ele lutava contra um câncer no pulmão. A morte foi anunciada na manhã de hoje pelo seu partido, o Frente Ampla.

Vásquez foi duas vezes presidente do Uruguai: a primeira, entre 2005 e 2010, quando foi o primeiro líder de centro-esquerda a ser eleito no país desde o fim da ditadura militar. À época, ele foi sucedido pelo correligionário José Mujica.

Mais recentemente, também foi presidente entre 2015 e 2020. No último pleito em que concorreu, em 2014, derrotou o atual presidente, Luiz Lacalle Pou, de centro-direita. Ele deixou a presidência do país em março deste ano, quando foi substituído por Lacalle Pou, vencedor das eleições do ano passado.

O atual presidente afirmou no Twitter que o país está de luto pela morte de Vásquez. "Enfrentou com coragem e serenidade sua última batalha. Tivemos momentos de diálogo pessoal e político que valorizo e me lembrarei sempre", escreveu Lacalle Pou.

"Serviu ao país e, com base no seu esforço, obteve vitórias importantes. Foi o presidente dos uruguaios. O país está de luto. Descanse em paz, Presidente Tabaré Vázquez", complementou o presidente no microblog.

A presidência de Vásquez e do ex-presidente Mujica ficaram marcadas pela bonança econômica e por implantação de leis progressistas, como as que regularam o direito ao aborto, o casamento gay e o consumo de maconha.

Tendo em vista a pandemia do novo coronavírus e o respeito familiar, não será realizado velório e o sepultamento será feito apenas para familiares e amigos próximos. A imprensa foi liberada a cobrir o cortejo.

O corpo sairá da prefeitura de Montevidéu e será enterrado no cemitério de La Teja, na capital do país. Quem quiser poderá acompanhar a ida do corpo até o local de carro pelas avenidas da cidade. Para 21h está planejado uma homenagem ao ex-presidente, com cinco minutos de aplausos.

Internacional