PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Ex-mulher denunciou ao FBI homem que invadiu o Congresso dos EUA, diz site

Homem que invadiu Congresso americano é denunciado por ex-mulher - Reprodução/ITVNews
Homem que invadiu Congresso americano é denunciado por ex-mulher Imagem: Reprodução/ITVNews

Colaboração para o UOL, em São Paulo

11/01/2021 19h01

Um dos manifestantes presentes na invasão ao Congresso americano teria sido denunciado ao FBI por sua ex-mulher.

Larry Rendell Brock, ex-tenente-coronel da Força Aérea dos EUA, foi fotografado no Capitólio vestindo capacete do exército e colete à prova de balas com insígnias militares.

De acordo com o site "TMZ", a ex-mulher de Brock, que viveu dezoito anos com ele, procurou o FBI dois dias após a invasão para denunciá-lo.

O Departamento de Justiça dos EUA confirmou a prisão de Brock. Nas imagens da invasão ao Capitólio, ele é visto segurando braçadeiras de plástico, que são usadas como algemas pela polícia americana.

Brock foi preso ontem em sua casa no Texas e vai responder por invasão ou permanência em edifício restrito sem autorização, ocupação violenta e conduta de desordem.

A ex-mulher afirmou tê-lo reconhecido pela farda militar. "Quando vi aquilo acontecendo, temi que ele pudesse estar envolvido. Na foto dá para ver que é claramente ele, e eu reconheci o uniforme militar com as insígnias dele", teria dito a mulher.

Uma segunda testemunha também reconheceu Brock e o entregou ao FBI. "Parece com ele e ele tem asas de piloto bordadas no colete. Ele era piloto de um A-10", disse a testemunha.

À polícia, Brock afirmou que participou da invasão porque "o presidente pediu aos seus apoiadores para estarem lá e eu senti que isso era importante".

O FBI está pedindo à população americana que ajude a encontrar os invasores do Congresso fornecendo denúncias, documentos e imagens.

Internacional