PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Mulher é multada após dar à luz em cadeira de dentista na Holanda

Jessica Aaldering, de 23 anos, continuou menstruando na gestação e não percebeu que estava grávida - Reprodução
Jessica Aaldering, de 23 anos, continuou menstruando na gestação e não percebeu que estava grávida Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/02/2021 17h12

A holandesa Jessica Aaldering, de 23 anos, deu à luz em um consultório de dentista sem saber que estava grávida, na cidade de Velp, na Holanda. No entanto, de acordo com o portal 7News, ela acabou sendo multada em cerca de R$ 1,4 mil pela equipe de limpeza do local.

Jessica continuou menstruando durante a gestação e não notou mudanças no corpo que indicassem sinais de gravidez. Tudo que ela percebeu foram as contrações do pré-parto.

Na ocasião, a jovem voltava para casa após ter deixado o filho caçula na escola. "Estava escorregadio e eu tinha caído dias antes, então presumi que a dor fosse disso", explicou Jessica, ao 7News.

Porém, as contrações foram piorando, até que a jovem foi ajudada por dois policiais, chamados Rob van Duuren e Milan van der Heijden. Os oficiais notaram que ela passava mal e a levaram até um consultório odontológico que ficava a poucos metros.

A mulher só entendeu que estava prestes a dar à luz quando chegou na cadeira de dentista. O parto foi realizado pelos policiais, que fizeram em seguida uma massagem cardíaca no recém-nascido, uma vez que o neném nasceu com dificuldade de respiração.

O bebê foi batizado de Herman e foi encaminhado junto da mãe até um hospital próximo. Porém, a "multa de limpeza" que foi atrelada ao nascimento inesperado acabou causando revolta. "É muito bizarro que eles se atrevam a me enviar uma fatura por isso", lamentou Jessica.

Movida pelo caso, a polícia local arrecadou a quantia necessária para pagar pela multa e nem a mãe ou os familiares do bebê tiveram que arcar com os custos.

Internacional