PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
15 dias

Adolescente corta 'maior cabelo do mundo', que vira peça de museu; veja

Nilashani com o novo visual, após dizer adeus ao maior cabelo "adolescente" do mundo - Reprodução/YouTube/Guinness Book
Nilashani com o novo visual, após dizer adeus ao maior cabelo 'adolescente' do mundo Imagem: Reprodução/YouTube/Guinness Book

Colaboração para o UOL, em São Paulo

14/04/2021 17h04

Nilashani Patel, de 18 anos, abriu mão do título de adolescente com o maior cabelo do mundo para eternizar seu "patrimônio" em um museu nos Estados Unidos.

Depois de ter o recorde estabelecido pelo Guinness, alcançado após 12 anos deixando os fios crescerem, a indiana explicou que tomou a decisão para "retribuir" o reconhecimento que recebeu.

"Meu cabelo me deu muito. Por causa do meu cabelo, sou conhecida como a 'Rapunzel da vida real', agora é hora de retribuir", disse Nilashani ao anunciar a doação.

A caminhada de Nilashani até obter o maior cabelo do mundo começou quando ela tinha apenas 6 anos de idade e fez um corte de cabelo que não gostou. Por conta disso, a jovem havia decidido "não cortar mais" os cabelos.

Doze anos e três recordes mundiais depois, a indiana teve vontade de cortar o longo cabelo pela primeira vez para uma entidade que produzisse perucas destinadas a pessoas com câncer. A mãe dela, no entanto, a convenceu de que mais pessoas se inspirariam com o cabelo recordista caso ele fosse exposto em um museu.

Nilashani concordou com a ideia e, após a mãe prometer que doaria o próprio cabelo para a caridade, decidiu se desfazer de sua marca registrada.

Dessa vez, o corte mais curto agradou a jovem.

"Adoro meu novo penteado. Tenho orgulho de mandar meu cabelo para o museu dos EUA, as pessoas verão e se inspirarão em meu cabelo", disse ela em entrevista ao Guinness Book.

Na última medição feita por Nilashani, pouco antes dela completar 18 anos, seu cabelo chegou a impressionante marca de 2 metros de comprimento.

Ele agora está sendo preparado para uma exibição especial em um museu de Los Angeles, de onde será transferido para o Museu do Guinness World Record, também na cidade do estado norte-americano da Califórnia.

Internacional