PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Repórter da CNN é demitido após dizer que o mundo 'precisa de Hitler'

Repórter da CNN foi demitido após postagens antissemitas - Reprodução: Twitter
Repórter da CNN foi demitido após postagens antissemitas Imagem: Reprodução: Twitter

Colaboração para o UOL, em Alagoas

17/05/2021 10h18

Adeel Raja, repórter freelancer da CNN Internacional, foi demitido do time de contribuintes da emissora norte-americana após uma série de comentários antissemitas nas redes sociais virem à tona, além de elogios ao líder nazista Adolf Hitler.

De acordo com a Fox News, Raja foi dispensado pela CNN Internacional ontem, após ele escrever no Twitter que "o mundo hoje precisa de um Hitler". A postagem foi apagada logo em seguida.

O porta-voz da CNN, Matt Dornic, informou ao site "Washington Examiner" que "nunca ouviu falar" de Adeel Raja e que o caso estava sendo "investigado" internamente.

À Fox News, a emissora afirmou que o repórter "nunca foi um funcionário da CNN", e reiterou que, "como freelancer, suas reportagens contribuíram para alguns esforços de coleta de notícias de Islamabad". "No entanto, à luz dessas declarações abomináveis, ele não trabalhará com a CNN novamente em qualquer posição", finalizou.

Em sua página no LinkedIn, Adeel Raja colabora para a CNN desde agosto de 2013 direto do Paquistão, e é produtor executivo do Paquistão ARY News.

Comentários antissemitas

Adeel Raja já havia feito comentários antissemitas e demonstrado apoio a Adolf Hitler anteriormente. Em 2014, durante a Copa do Mundo, o repórter declarou apoio à seleção alemã por causa "do que Hitler fez com os judeus", escreveu ele em uma rede social.

"A única razão pela qual estou apoiando a Alemanha nas finais é - Hitler era alemão e se deu bem com aqueles judeus!", postou Raja antes da final entre a Alemanha e a Argentina, que culminou na vitória dos alemães por 1 a 0.

Internacional