PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
8 meses

Topo do 'Arco de Darwin', em Galápagos, desaba; veja o antes e depois

Imagem do "Arco de Darwin" após a erosão - Divulgação / Ministério do Meio Ambiente do Equador
Imagem do 'Arco de Darwin' após a erosão Imagem: Divulgação / Ministério do Meio Ambiente do Equador

Colaboração para o UOL, em São Paulo

19/05/2021 14h16Atualizada em 20/05/2021 16h29

A famosa formação rochosa, conhecida por ter recebido a visita do biólogo inglês Charles Darwin, foi parcialmente destruída por uma erosão na segunda-feira (17). Localizada nas Ilhas Galápagos, no Equador, o monumento perdeu sua aparência mais característica, em forma de arco.

A deterioração do "Arco de Darwin" foi confirmada pelo Ministério do Meio Ambiente do Equador em uma postagem no Facebook.

Durante a juventude, o naturalista teria se inspirado na ilha para escrever sua tese mais popular: a teoria da evolução das espécies.

"O Arco de Darwin é feito de pedra natural que em algum momento teria sido parte da Ilha de Darwin, que não está aberta para visitas por terra. Este local é considerado um dos melhores lugares do planeta para mergulhar e observar cardumes de tubarões e outras espécies", diz trecho da publicação.

Arco de Darwin - Reprodução - Reprodução
Arco de Darwin, Galápagos
Imagem: Reprodução

A causa está sendo relatada como erosão natural, conforme explicou Washington Tapia, diretor de conservação da Galapagos Conservancy, à Fox News.

"Do ponto de vista científico, faz parte do processo natural. A queda certamente se deve a processos exógenos como intemperismo e erosão que são coisas que normalmente acontecem em nosso planeta".

O "Arco de Darwin", assim como as Ilhas Galápagos, é considerado Patrimônio Mundial da Unesco, recebendo milhares de turistas de diferentes partes do mundo e impressionando com a diversidade da fauna e flora presente na região.

Internacional