PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Achada área cerimonial de 11 mil anos com 'cabeça humana' e pilares fálicos

Sítio arqueológico Karahantepe, na Turquia - Youtube/Ancient Architects
Sítio arqueológico Karahantepe, na Turquia Imagem: Youtube/Ancient Architects

Colaboração para o UOL

21/10/2021 23h39Atualizada em 22/10/2021 10h03

Arqueólogos descobriram uma área, que se acredita que era usada para cerimônias, estruturada em torno de uma escultura de cabeça humana de grande porte, bem como uma série de pilares em formato de pênis, no sítio arqueológico Karahantepe, na Turquia. O local seria utilizado há cerca de 11 mil anos e abriga importantes artefatos históricos.

Descoberto em 1997, o local de construções milenares, anteriores à invenção da escrita, só começou a ser escavado em 2019. As descobertas foram publicadas em artigo na revista científica Türk Arkeoloji ve Etnografya Dergisi.

De acordo com o professor de arqueologia pré-histórica, da Universidade de Istambul e autor do artigo, Necmi Karul, a equipe encontrou intrigantes esculturas de cabeças humanas, cobras e uma raposa, conforme reporta o site LiveScience. Além disso, os pesquisadores identificaram 11 pilares no formato de um falo — simbologia atribuída à imagem de um pênis ereto.

A área é apenas uma de três construções que compõem o complexo em estudo e, pelo que se pôde perceber, havia apenas uma entrada e uma saída, de forma que os participantes teriam que passar diante da cabeça humana e dos falos expostos no centro da estrutura.

A pesquisa ainda não é capaz de assegurar o significado e as motivações por trás das esculturas e dos pilares. Por outro lado, Karul acredita que as civilizações antigas utilizavam a região para "cerimônias".

Em 2020, o sítio arqueológico turco virou notícia, após arqueólogos encontrarem um novo assentamento na região, recebendo o título do mais antigo da história.

Segundo o arqueólogo, outras pesquisas e escavações deverão ser feitas em Karahantepe, a fim de obter mais respostas sobre o passado do local.

Internacional