PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Misteriosas bolas de metal são vistas caindo do céu na Índia

Bolas de metal foram encontradas em vilarejos de Gujarat, na Índia.  - Reprodução/Twitter
Bolas de metal foram encontradas em vilarejos de Gujarat, na Índia. Imagem: Reprodução/Twitter

Colaboração para o UOL, em São Paulo

18/05/2022 15h29

Os moradores de Gujarat, na costa oeste da Índia, ficaram espantados após presenciarem uma chuva de enormes bolas de metal na quinta-feira (12). O episódio está sendo investigado por cientistas e autoridades locais.

De acordo com as testemunhas, os objetos caíram do céu repentinamente sobre as aldeias de Bhalej, Khambholaj e Rampura, entre os distritos de Surendranagar e Anand. Assim que foram encontrados, os moradores ficaram surpresos com suas características rústicas e, principalmente, por estarem quentes, informou o tabloide britânico Daily Star.

De acordo com a polícia, o fenômeno ocorreu por volta das 16h45 do horário local, assim que a primeira grande bola de metal preto pesando aproximadamente 5 kg caiu do céu na vila de Bhalej, seguida por dois fragmentos semelhantes em outras duas vilas, Khambholaj e Rampura. As três aldeias estão localizadas em um raio de 15 km. Ninguém ficou ferido e não houve grandes danos estruturais a residências e estabelecimentos comerciais.

Os especialistas do Laboratório de Pesquisa Física da Índia afirmaram que ainda não há informações suficientes para explicar a chuva de bolas de metal, mas acreditam que esses objetos sejam, na verdade, detritos espaciais de um recente lançamento de satélite ou foguete.

Outros itens misteriosos, incluindo um objeto de metal em forma de anel, também foram encontrados espalhados nos campos de Gujarat. Para os pesquisadores, a enorme quantidade de lixo espacial em órbita ao redor da Terra representa uma ameaça crescente para futuros lançamentos de naves espaciais.

O astrônomo Jonathan McDowell, do Harvard Smithsonian Center for Astrophysics, declarou em um post no Twitter que as bolas de metal podem ser derivadas do Chang Zheng 3B serial Y86, o veículo de lançamento orbital da China.

Em entrevista ao jornal The Indian Express, McDowell disse que esses objetos podem ter se originado na reentrada do dia 12 de maio, que ocorreu em um território próximo da Índia, Suas teorias se baseiam em dados da Força Espacial dos EUA, que McDowell monitora frequentemente.

No entanto, o astrônomo ressaltou que ainda não informações suficientes para justificar o caminho percorrido pelos destroços a algumas centenas de quilômetros ao norte das aldeias indianas, principalmente porque a própria órbita do veículo espacial era incerta.

"O problema é que a órbita estava mudando rapidamente devido ao arrasto atmosférico. A última órbita da Força Espacial que tivemos foi de várias horas. A projeção para frente dessa órbita é confiável em termos de seu caminho pelo espaço. Mas a posição do foguete ao longo de sua trajetória é incerta, e é preciso levar em conta que, se houve cinco minutos de atraso, a Terra girou abaixo da órbita em 5 minutos, o que equivale a 0,25 graus nesse período de tempo. Como tal, a localização do solo prevista também muda", explicou McDowell.


Incidentes anteriores

Na Índia, um evento semelhante foi relatado em abril, quando seis bolas metálicas e um anel de metal, também suspeitos de serem do Chang Zheng 3B da China, caíram do céu em partes dos vilarejos de Maharashtra e Madhya Pradesh. Uma equipe da Organização Indiana de Pesquisa Espacial (ISRO, na sigla em inglês) foi chamada para determinar sua origem.

Segundo McDowell, as reentradas em áreas povoadas ocorrem uma vez a cada poucos meses.

Por outro lado, um caso que se destacou em razão dos graves danos provocados por detritos espaciais ocorreu em fevereiro de 1996. Uma falha no lançamento do foguete chinês Long March 3B resultou numa chuva de detritos da carga útil do satélite Intelsat 708, fabricado nos EUA. Os destroços mataram seis pessoas e feriram outros 57 civis na China, segundo o Indian Express.

Internacional