Conteúdo publicado há 2 meses

Terremoto de magnitude 5,7 atinge região central do México

Um terremoto de magnitude preliminar de 5,7 graus atingiu, nesta quinta-feira (7), uma grande área do centro do México, inclusive a capital, onde uma multidão de pessoas foi às ruas.

O que aconteceu

O epicentro do terremoto foi na região da cidade de Puebla, segundo o serviço sismológico do México. Os tremores foram sentidos em outras localidades, como a capital, Cidade do México, onde alguns edifícios foram sacudidos.

Os tremores de terra ocorreram a uma profundidade de cerca de 10 quilômetros. Os alarmes para avisar a população sobre perigos decorrentes de terremotos foram acionados de forma preventiva.

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, disse ter acionado a Defesa Civil do país para avaliar a possibilidade de danos nos locais atingidos pelos tremores.

No X, o prefeito da Cidade do México, Martí Batres, disse que, até o momento, não foi relatado "nenhum dano" em decorrência dos tremores de hoje.

O México está localizado em uma região com cinco placas tectônicas, o que torna o país suscetível aos abalos sísmicos.

Correria nas ruas

O tremor provocou cenas de pânico, sobretudo na capital, onde as ruas ficaram cheias de pessoas que saíram assim que escutaram o som do alerta sísmico que adverte até um minuto antes do tremor.

Continua após a publicidade

"Estávamos no restaurante quando o alerta soou. Saímos todos correndo, deixando a comida no prato", contou à AFP Andrea Muñoz, de 28 anos e que trabalha no setor Condesa-Roma da capital, um dos mais sensíveis aos terremotos devido à presença de água no subsolo.

Muitas avenidas, como o turístico Passeio da Reforma, onde estão os edifícios mais altos da capital, ficaram lotadas de gente, muitas delas com celulares nas mãos tentando contato com amigos e familiares.

O terremoto aconteceu no momento em que a secretária do Tesouro dos Estados Unidos, Janet Yellen, transitava pelas ruas da capital, segundo a imprensa mexicana.

O México está localizado entre cinco placas tectônicas cujos movimentos fazem do país um dos que mais registra atividade sísmica no mundo, particularmente na costa do Pacífico, desde a fronteira com a Guatemala até o estado de Jalisco (oeste).

Outros terremotos no México

Em 19 de setembro de 1985, um terremoto de magnitude 8,1 com epicentro na costa do Pacífico, entre os estados de Guerrero e Michoacán, sacudiu grande parte do centro e do sul do país e devastou uma vasta área da Cidade do México.

Continua após a publicidade

Também em um 19 de setembro, desta vez em 2017, um terremoto de magnitude 7,1 deixou 369 mortos, a maioria na Cidade do México.

Nesse mesmo dia de 2022, o centro do país foi abalado por outro sismo, poucas horas depois de milhões de mexicanos terem participado de uma simulação da Defesa Civil.

*Com AFP

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora