Conteúdo publicado há 1 mês

EUA: Homem é condenado a castração física por estupro de adolescente

Um homem de 54 anos foi condenado a castração física e a 50 anos de prisão por estuprar uma adolescente, no estado da Louisiana, nos Estados Unidos.

O que aconteceu

Americano estuprou adolescente de 14 anos várias vezes, em 2022. Glenn Sullivan Senior confessou o crime, que resultou em uma gravidez. Exames de DNA mostraram que a criança era realmente de Sullivan.

Lei da Louisiana permite castração em certos casos de estupro. A promotoria local defendeu que o homem seja castrado fisicamente por se tratar "do tipo de crime mais malicioso que o estado acompanha".

Sullivan escolheu castração física. Uma vez condenados à castração, os agressores podem escolher se será química ou física. A informação é da revista People.

Na castração física são retirados os testículos. Já na química são administradas substâncias que bloqueiam a produção do hormônio testosterona, o que faz cessar a libido, controlando o desejo e os impulsos sexuais.

Homem ameaçou agressão contra família para evitar denúncia. "Muitos casos como esse não são relatados pelo medo. A força que esta jovem deve ter precisado para dizer a verdade diante das ameaças e das adversidades é realmente incrível", disse o promotor Scott M. Perrilloux sobre o caso.

Deixe seu comentário

Só para assinantes