Topo

Marca japonesa suspende testes de cosméticos em animais

Yoshikazu Tsuno/AFP
A Shiseido anunciou a suspensão dos testes em animais a partir de abril para a fabricação de seus cosméticos de olho no mercado europeu Imagem: Yoshikazu Tsuno/AFP

Em Tóquio

2013-03-01T13:02:42

01/03/2013 13h02

A empresa japonesa Shiseido anunciou nesta sexta-feira (1º) que suspenderá os testes de cosméticos em animais. A decisão será aplicada a partir de abril em todas as unidades de produção e nas unidades das empresas terceirizadas.

"Nossos fornecedores abandonarão os testes em animais e não vamos mais terceirizar este tipo de testes a laboratórios externos", explicou um porta-voz do grupo.

A Shiseido informou, no entanto, que a nova regra terá exceções: testes serão realizados em animais quando for a única opção para demonstrar a inocuidade de um produto e, também, nos países onde a medida é obrigatória para poder comercializar um cosmético.

Os defensores dos animais exigem há vários anos das empresas de cosméticos e de outras empresas que substituam os testes em animais, considerados cruéis e inúteis.

A União Europeia proibirá nas próximas semanas os cosméticos que em sua elaboração contaram com testes em animais. O mercado europeu é muito importante para a marca.

A Shiseido afirma ser capaz de garantir a segurança de seus produtos sem recorrer a este tipo de testes, com a utilização de dados de experiências anteriores ou testes voluntários em humanos, entre outros.

Mais Meio Ambiente