PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Na Cúpula do Clima, Sánchez diz que Espanha lidera transição pelo exemplo

23/04/2021 23h12

Madri, 23 abr (EFE).- O chefe do governo da Espanha, Pedro Sánchez, disse nesta sexta-feira, em um painel da Cúpula do Clima que contou a participação do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que o país europeu está liderando pelo exemplo o processo de descarbonização e transição energética para combater a mudança climática.

Sánchez discursou em inglês e direto do Palácio da Moncloa, em Madri, no segundo dia da cúpula climática convocada por Biden, que tem a participação de 40 líderes internacionais e é realizada por teleconferência devido à pandemia de covid-19.

O painel no qual Sánchez discursou, intitulado "As oportunidades econômicas da ação climática", também contou com a participação do secretário de Transportes dos Estados Unidos, Pete Buttigieg; dos presidentes de Nigéria (Muhammadu Buhari), Polônia (Andrzej Duda) e Vietnã (Nguyen Xuan Phuc), e de representantes de várias empresas e ONGs.

Após um pronunciamento de abertura feito por Biden, no qual ele agradeceu a Sánchez e outros líderes por atuarem na cúpula, o presidente do governo espanhol foi o primeiro a tomar a palavra e parabenizou o governante americano por promover o evento e por ter decidido sobre o retorno dos EUA ao Acordo de Paris contra a mudança climática.

"Esta é a única maneira de superar esta ameaça existencial de nosso tempo", acrescentou.

Sánchez enfatizou que os líderes internacionais precisam adotar medidas urgentes e decisivas e, neste contexto, disse que a Espanha e a União Europeia estão trabalhando em favor do meio ambiente.

O presidente do governo espanhol também afirmou a Biden e aos outros participantes do painel que "a Espanha está liderando pelo exemplo".

"Aprendemos muito com este processo e queremos compartilhar nossa experiência, porque sabemos que enfrentar a mudança climática deve ser uma ação global. Temos que agir coletivamente e temos que fazê-lo agora, sem deixar ninguém para trás", destacou.

"O mundo nos pede para pôr um fim à expansão dos combustíveis fósseis, e queremos dizer que estamos ouvindo e determinados a agir", acrescentou.

Sánchez explicou como acredita que o processo de transição energética deve ser feito, com a descarbonização tendo as pessoas como foco, e os governos apoiando as regiões mais afetadas e promovendo um diálogo social.

Para o político, a experiência espanhola mostra que a transição ecológica é possível, porque nos últimos três anos a maioria das minas e usinas de carvão foram fechadas.

Sánchez ressaltou que investir em novas tecnologias pode criar quase três vezes mais empregos do que os gerados pelos combustíveis fósseis. Na Espanha, de acordo com ele, graças aos investimentos público-privados serão criados cerca de 350 mil postos de trabalho, muitos deles nos setores de manufatura e construção.

Ele também afirmou que os fundos da União Europeia para aliviar a crise econômica causada pela pandemia de covid-19 totalizarão 140 bilhões de euros em transferências e empréstimos, e que uma porcentagem considerável deste valor será destinada a investimentos relacionados com a transição ecológica.

Meio Ambiente