PUBLICIDADE
Topo

Política

"Sou absolutamente inocente, me sinto glorificado", diz Maluf sobre decisão do TSE

Guilherme Balza<br>Do UOL Notícias

Em São Paulo

17/12/2010 10h15

O deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) afirmou nesta sexta-feira (17) que sempre acreditou na Justiça e que era inocente no processo que ficou conhecido como "frangogate". Na quinta-feira, a decisão do ministro Marco Aurélio, do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) validou a eleição de Maluf como deputado federal.

Nesta semana, o Tribunal de Justiça de São Paulo cassou a decisão que o condenou por improbidade administrativa em uma suposta compra superfaturada de frangos pela Prefeitura de São Paulo em 1996, que o impediu de ter os votos computados nas eleições com base na Lei da Ficha Limpa.

"Eu sempre acreditei na Justiça. Tenho 43 anos de vida pública e ajudei a construir as instituições democráticas do país", disse o deputado ao chegar para a cerimônia de diplomação dos deputados, senadores e governador eleito em São Paulo. "Sou absolutamente inocente, me sinto glorificado", completou.

Questionado sobre a coincidência de o processo do "frangogate" ter sido julgado às vésperas da diplomação, Maluf diz que a decisão já deveria ter acontecido em 1997. "O processo é de 1996. Como é pode ter sido em cima da hora? Isso deveria ter acontecido em 1997", afirmou.

Sobre o aumento concedido aos parlamentares nesta semana, Maluf criticou: "quando o proprio ministro do Planejamento diz que é preciso fazer um corte de gastos públicos, um aumento como esse é inoportuno."

Serão diplomados nesta sexta-feira (17) o governador eleito, Geraldo Alckmin, seu vice, Afif Domingos, os 94 deputados estaduais e os 70 deputados federais eleitos em São Paulo, além de Aloysio Nunes (PSDB) e Marta Suplicy (PT), eleitos para o Senado. Os eleitos para cargos executivos assumem seus postos a partir de 1º de janeiro.

Política