PUBLICIDADE
Topo

Política

Senado elege novo presidente na sexta-feira; saiba como será a cerimônia

Da Agência Senado, em Brasília

29/01/2013 14h20

O novo presidente do Senado Federal será eleito na próxima sexta-feira (1º). O escolhido deverá obter a maioria dos votos, em votação secreta, durante reunião preparatória marcada para as 10h, quando deverão estar presentes pelo menos 41 senadores – ou seja, a maioria da composição da Casa. A eleição ocorrerá em turno único, e só haverá nova votação no caso de se registrar um empate entre dois ou mais candidatos.

Logo após a abertura da reunião preparatória pelo atual presidente do Senado, José Sarney, poderão ser formalizadas as candidaturas à presidência da Casa, oralmente ou por escrito. Os candidatos poderão, então, usar a palavra para expor as suas propostas e pedir os votos dos colegas. Somente os próprios candidatos falarão antes da votação. Uma vez concluída a eleição, o novo presidente será imediatamente chamado a ocupar a Mesa e poderá, mais uma vez, fazer uso da palavra.

Logo em seguida, o presidente eleito promoverá uma segunda reunião preparatória, para a eleição dos demais membros da Mesa. Serão escolhidos dois vice-presidentes, quatro secretários e igual número de suplentes para a Comissão Diretora. Concluída essa segunda parte da eleição, será convocada a primeira sessão deste ano do Congresso Nacional, marcada para a segunda-feira (4), a partir das 16h.

Mensagem presidencial

A ministra chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, entregará ao Congresso Nacional a mensagem presidencial a ser lida na abertura dos trabalhos legislativos de 2013. A mensagem, enviada pela presidente Dilma Rousseff, deverá, segundo determina a Constituição, expor a situação do país e solicitar ao Poder Legislativo as “providências que julgar necessárias”. A apresentação do documento é uma oportunidade de que dispõe a Presidência da República para divulgar à sociedade os seus objetivos para os próximos meses.

A chegada de Gleisi ao Congresso está prevista para as 15h15, ou seja, 45 minutos antes da sessão inaugural. Ela e o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, serão recebidos à entrada do Congresso e encaminhados ao gabinete da Presidência da Câmara dos Deputados. De lá, sairão juntamente com o novo presidente da Câmara – eleito algumas horas antes – em direção ao Salão Nobre do Senado Federal.

Está prevista para as 15h40 a chegada do carro conduzindo o presidente do Congresso Nacional. Acompanhado dos secretários-gerais da mesa e dos diretores-gerais das duas Casas Legislativas, ele será encaminhado à Chapelaria, onde será recebido pelo presidente da Câmara, pelo presidente do Supremo e pela ministra-chefe da Casa Civil. Em seguida, encontrará os líderes partidários no Senado e na Câmara. Todos se dirigem então ao Plenário da Câmara dos Deputados, onde ocorrerá a cerimônia de abertura da sessão legislativa.

Política