Topo

Renan Calheiros defende "reforma política possível"

Fernanda Calgaro

Do UOL, em Brasília

10/04/2013 12h28Atualizada em 10/04/2013 12h32

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou nesta quarta-feira (10) que aguarda a deliberação da reforma política pela Câmara dos Deputados para o Senado se manifestar. Segundo ele, é importante fazer a reforma, mas a “reforma possível”, pois depende de acordos políticos.

“É importante que nós façamos a reforma, mas a reforma possível. E, para que isso aconteça, é preciso que haja convencimento, consenso, negociação.

Nesse campo da reforma política, as coisas não são fáceis porque acaba conflitando interesses de partidos políticos”, afirmou.

Ontem, a falta de acordo entre os principais partidos na Câmara impediu que houvesse quórum para votar a proposta que altera a Constituição e estabelece a coincidência das eleições.

O presidente do Senado disse ainda que a Casa já votou “uma profunda reforma política, [mas] que não andou suficientemente na Câmara”.

Política